ARENA BRUTA – Rodeio com mais conteúdo

O melhor conteúdo sobre o verdadeiro esporte do Cowboy

Arena em Debate 48: veja os destaques da semana

RECORDE DE TREVOR BRAZILE, VITÓRIA BRASILEIRA NA PRCA, FINAL CANADENSE, PBR NA AUSTRÁLIA, RODEIO DE NAVIRAÍ-MS E MUITO MAIS NESTA EDIÇÃO DO ARENA EM DEBATE

No Arena em Debate desta semana os colunistas Abner Henrique e Eugênio José falam sobre mais um fim de semana movimentado no mundo do Rodeio, com Final Nacional no Canadá, despedida de Campeões na Austrália, vitória brasileira na PRCA, e muito mais..

Abner Henrique: Novembro vai ser um mês de muitos assuntos para o Arena em Debate e o fim de semana que passou, não poderia ser diferente. Quero começar falando de um evento fora do Brasil, mas que envolveu brasileiro. O mineiro Wagner Luciano, que mora na Flórida atualmente foi o Campeão da etapa Final do Southeastern Circuit, um dos 12 Circuitos Regionais da Professional Rodeo Cowboys Association e que aconteceu em Davie. Este regional agrega os eventos realizados na Flórida, Geórgia, Louisianna, Tennesse e outros estados do Sudeste norte-americano. Inicialmente, Wagner não fazia parte da lista de classificados, que reúne apenas os 12 melhores da temporada e ele estava em 20° lugar. Porém, contando com uma enorme sorte, oito atletas que estavam classificados a sua frente não puderam competir na grande Final por diversos motivos e ele foi um dos 12 chamados para o evento. Resultado: Wagner Luciano uniu sorte, experiência (ele tem 34 anos), persistência e competência. Ele caiu de seu primeiro touro, mas parou no Round 2 e na Final, vencendo o americano Michael Riggs por um ponto. Neste Round 2 inclusive, Luciano montou Thomas The Train, um dos touros selecionados para a National Finals Rodeo pertencentes a Jeff Robinson, melhor tropeiro da PBR nos últimos quatro anos. Com a premiação ganha na etapa decisiva, Wagner Luciano terminou a temporada na 4ª colocação do Circuito, o que vai abrir muitas portas pra ele em 2014.

Trevor Brazile igualou o recorde de 18 fivelas de ouro e está a um título de se tornar o maior Campeão da PRCA

Trevor Brazile igualou o recorde de 18 fivelas de ouro e está a um título de se tornar o maior Campeão da PRCA

Eugênio José: É uma pena não valer para o ranking 2014, mas, como você mesmo disse, vai abrir muitas portas para ele, que me confessou que o objetivo é chegar a final de Las Vegas. Em seu estado, Flórida, ele já foi duas vezes campeão e lidera a temporada atual. Ver a PRCA colocar a vitória de um brasileiro na capa do site, foi realmente muito bacana e ficamos aqui na torcida para o Wagner o outros brasileiro que lá estão irem bem nas etapas e nos representar nos “Yelow Chutes”, bretes amarelos.  Falando em PRCA, Trevor Brazile, entrou a para história igualando o recorde, de Guy Allen, porém, praticamente, será o maior recordista, uma vez que, o título de All-Around (Cowboy Completo) está “quase” garantido. Nosso amigo articulista Ney Macedo, só porque foi em Las Vegas algumas vezes andou “desfazendo” do título de Trevor Brazile, dizendo que não se compara aos títulos de Ty Murray. O que você achou desse comentário Abner?

AH: Pois é, nada tira o mérito de Ty Murray. Ele competia em três modalidades de montarias, o que depois dele poucos, ou ninguém deu conta de fazer. Ele se classificou para a NFR todos os anos nas três modalidades, porém, ele era acima da média na Montaria em Touros. Já no Bareback e Sela Americana ele era um peão mediano, prova disso é que nunca foi Campeão Mundial nestas modalidades. Seu melhor resultado foi 3° lugar uma vez na Sela Americana e 5° lugar, uma vez no Bareback. Normalmente era de sexto pra baixo. Trevor Brazile é acima da média em todas as modalidades que pratica, já foi Campeão Mundial e dos grandes rodeios pelo menos uma vez em cada uma (Laço em Dupla, Laço do Bezerro e Steer Roping). Tem gente que diz ainda que ele só ganhou 10 títulos de Cowboy Completo porque não tem concorrência. De fato, a concorrência nesse ranking é menor que na época de Ty, mas se tivesse, ele levaria do mesmo jeito. Brazile tem o dom de em poucos minutos trocar de cavalo, de equipamento e se concentrar para uma modalidade completamente diferente da outra. Enfim, cada um ao seu tempo, mas Trevor Brazile já é sem dúvida o maior nome da história da PRCA, superando Jim Schoulders, Don Gay, Ty Murray e muitos outros.

Dois dos Campeões Canadense de 2013: A esquerda, Timber Moore (Laço do bezerro) e a direita, Chad Besplug (Touros) (Foto: Amber Bracken-ES)

Dois dos Campeões Canadense de 2013: A esquerda, Timber Moore (Laço do bezerro) e a direita, Chad Besplug (Touros) (Foto: Amber Bracken-ES)

EJ: Tivemos no último final de semana a final Canadense, a CFR – Canadian Finals Rodeo. Os resultados gerais você confere AQUI, mas, destaco a vitória do campeão de Calgary em 2012, Chad Besplug que conquistou seu terceiro título. Chad montou duas vezes no Brasil em 2011.  A primeira vez a convite da IPR – Internacional Pro Rodeo, em São José do Rio Preto, e a segunda a convite da PBR Brasil em Jaguariúna. Abner, o grande destaque porém, foi o público. Exatamente 73.165 pessoas, pagaram ingressos para assistir rodeio completo me cinco dias. Se contarmos credenciados, convidados, competidores, etc. Os presentes passam de 80 mil, em resumo: PÚBLICO MAIOR QUE A PBR WORLD FINALS em Las Vegas. Definitivamente na América o rodeio completo predomina Abner Henrique?

AH: Parece que sim e daqui algumas semanas teremos outra grande prova durante a National Finals Rodeo. Mas ao meu ver, um dos fracassos da PBR este ano foi o público na grande Final. Talvez até mesmo por falta de interesse dos americanos devido ao domínio brasileiro. Mas os jornalistas da PBR, que sempre gostam de citar a lotação dos ginásios, não fizeram nenhuma referência durante a Final Mundial. Se você analisar a diferença entre Las Vegas e Edmonton, onde foi a Final Canadense, a goleada é bem maior. Vegas é uma cidade turística, qualquer evento dá público, mesmo sem ser fãs de rodeio. Então podemos dizer com certeza, ponto para o Rodeio Completo, que lá no Canadá foi show no quesito público. Falando em PBR, tivemos neste fim de semana a 1ª etapa da Australian Cup, que são as etapas masters do país dos cangurus. São 3 etapas agora em novembro e 3 em julho, quando é conhecido o Campeão Nacional, com base também nas etapas menores. O formato lá é diferente. Apenas um dia de competição, cada competidor monta em dois touros e os 8 melhores montam novamente na Final (Short-Go) logo na seqüência. Algo que chama a atenção nas etapas deste mês é que elas serão a despedida de dois dos competidores mais populares da PBR: Luke Snyder e Brendon Clark. Coincidentemente, Snyder venceu o Round 1 e Clark venceu o Round 2. Ambos chegaram a Final, mas a vitória foi de Dave Mason, único invicto da etapa. Mas enquanto isso, aqui no Brasil, você esteve em Naviraí. Um carro para o Campeão, em época de super-valorização dos shows musicais no rodeio, é bom saber que ainda existe festas que pagam bem e pagam uma premiação que torna-se especial para quem ganha, um automóvel.

EJ: Com certeza, Abner. Antes eu era contra separar no mesmo recinto, o show do rodeio, agora não, tenho gosta desta ideia. Assim, podemos saber se nosso esporte tem seguidores ou não. Naviraí, é uma terra apaixonada por rodeio. Lá o tratamento é igual, todos os profissionais no cartaz, ficamos no mesmo hotel e almoçamos no mesmo lugar dos cantores sertanejos. O evento foi uma realização da Prefeitura municipal, o prefeito Léo, reergueu uma festa que estava parada, adormecida a cinco anos. E foi um sucesso total. Claro que isso tudo tem o dedo de Roberto Pescoço, um cara que sabe e quer em seus evento o que há de melhor. Em 2007, eu desmarquei uma cirurgia de joelho para atender ele, de última hora em um outro evento lá em Naviraí, onde ele já era diretor, foi o primeiro rodeio de carro que comentei na minha carreira. E ele me convidou de novo, e como sempre soube ser profissional e competente em todas as áreas. O rodeio foi um show, com o público lotando para ver a final, mesmo após cair um chuva. Por essas e outras que nosso esporte é maravilhoso. E o Cláudio Marcelino, ganhou o sexto carro da carreira. Todos os rounds, teve um competidor diferente liderando, foi um excelente espetáculo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 13 de novembro de 2013 por em Arena em Debate.
%d blogueiros gostam disto: