ARENA BRUTA – Rodeio com mais conteúdo

O melhor conteúdo sobre o verdadeiro esporte do Cowboy

J.W. Harris vai competir na PBR em 2014

O TRI-CAMPEÃO MUNDIAL DA PRCA, J.W. HARRIS ANUNCIOU OFICIALMENTE ONTEM QUE EM 2014 PRETENDE COMPETIR E DISPUTAR O TÍTULO MUNDIAL DA PBRBlog Arena Bruta - J.W. Harris (2)

(por Abner Henrique) Na noite desta terça-feira uma notícia agradou muito os verdadeiros fãs da Montaria em Touros. J. W. Harris, o Tri-Campeão Mundial da Professional Rodeo Cowboys Association revelou sua intenção de competir na elite da Professional Bull Riders, o maior campeonato da modalidade no mundo. Para muitos, principalmente os brasileiros fanáticos pela PBR, Harris é apenas mais um cowboy da mais antiga entidade do rodeio mundial.

O fato é que ele é sem dúvidas o melhor atleta norte-americano da modalidade nos últimos anos e a sua chegada na PBR é muito aguardada, principalmente por seus compatriotas, já que os Estados Unidos não vencem este campeonato desde 2009. Na matéria publicada ontem no site oficial da PBR – por sinal, o maior texto da temporada, J. W. Harris revela ao jornalista Keith Ryan Kartwright seus motivos por trocar de campeonato e suas expectativas em competir de igual para igual com os melhores touros e peões do mundo.

(Assista a montaria de J.W. Harris na semi-final do Rodeio de Houston 2013)

Mas porque a estréia de um competidor de 27 anos merece um destaque tão grande? Primeiro devemos olhar para o fato de que nos últimos cinco anos, os brasileiros tomaram conta do mundial da PBR, ao mesmo tempo em que os americanos além de não revelarem nenhum grande nome da nova geração, ainda perderam astros como Chris Shivers, Justin McBride e Mike White que se aposentaram. E é claro, o que Harris fez nas últimas seis temporadas, incluindo esta atual, o credenciam como o possível “Salvador da Pátria.”

J.W. Harris venceu três dos últimos cinco títulos mundiais da PRCA e lidera novamente em 2013

J.W. Harris venceu três dos últimos cinco títulos mundiais da PRCA e lidera novamente em 2013

Nos últimos anos, mesmo com constantes lesões e cirurgias, J. W. Harris conquistou três títulos consecutivos da PRCA (2008 – 2009 – 2010), além do vice-campeonato nos dois últimos anos e a liderança absoluta na reta final da temporada atual. A fivela de ouro em 2010 o tornou o primeiro atleta desde 1981 a vencer três campeonatos seguidos e o segundo lugar no ano passado o fez ser o primeiro desde Jerome Davis na década de 90 a terminar cinco campeonatos seguidos entre os cinco melhores do mundo. Caso termine no TOP 5 este ano, ele se aproxima dos donos absolutos deste recorde: Jim Shoulders, que ficou sete vezes seguidas no TOP 5 e Don Gay, que ficou entre os cinco melhores por 10 anos consecutivos.

(Assista a montaria de J.W. Harris durante uma etapa do Championship Bull Riding)

A matéria publicada ontem foi feita durante o tradicional evento de Pendleton, no estado do Oregon, onde ele competiu por uma etapa do Touring Pro Division, segunda divisão da PBR e a partir de hoje monta pela PRCA, em busca de aumentar sua liderança no Ranking. J. W. Harris já havia competido na divisão de acesso da PBR em outras oportunidades, mas nunca com o objetivo que tem agora, que é de buscar uma vaga no TOP 35 e brigar pelo título mundial. Para a temporada atual é quase impossível alcançar esta vaga, mas ele já está de olho em 2014, quando está certo de que vai conseguir fazer sua estréia na Built Ford Tough Series.

J.W. Harris montando na NFR de 2011, quando buscava seu quarto título consecutivo (Foto: Mike Copeman)

J.W. Harris montando na NFR de 2011, quando buscava seu quarto título consecutivo (Foto: Mike Copeman)

Além do lado competitivo de estar no mais cobiçado campeonato do rodeio mundial, Harris citou vários outros motivos para ter tomado esta decisão. Um deles é que as etapas da PBR acontecem em dois, no máximo em três dias, enquanto que PRCA ele chega a competir até seis ou sete dias por semana, dependendo da época do ano. Isso vai possibilitá-lo de ficar mais tempo em casa e curtir o crescimento do seu casal de filhos. Para ele, o desgaste das longas e constantes viagens da PRCA foi outro ponto que pesou, já que normalmente ele compete um dia em cada cidade e passa muito tempo na estrada.

Apesar disso, J. W. Harris não vai abandonar de vez a PRCA em 2014 e pretende continuar competindo nos principais eventos, assim como faz Shane Proctor, atualmente no TOP 10 dos dois campeonatos. Sem medo de declarar seus objetivos, Harris disse que pretende se tornar o primeiro atleta a vencer ambos os campeonatos em um mesmo ano. Um possível título na PBR, mesmo que não venha acompanhado de um na PRCA, já o faria igualar a marca de Tuff Hedeman, que até hoje é o único na história a ter fivelas de ouro nas duas entidades.

(Assista a incrível montaria de J.W. Harris no touro Smoke Screen com nota 94.50 pontos na National Finals Rodeo de 2010)

Por ter sido criada por membros da PRCA, na década de 90 era muito comum que os atletas da PBR competissem em ambos os campeonatos. Com o passar do tempo, muitos deles, como o próprio Hedeman, Adriano Moraes, Ty Murray, entre outros, optaram somente pela PBR. Nos últimos, alguns competidores como LJ Jenkins, J.B. Mauney e Dustin Elliott se dedicaram a PRCA ao mesmo tempo que brilhavam na PBR, assim como Shane Proctor, que se classificou para as duas Finais Mundiais em 2011, sendo Campeão pela PRCA e 9° colocado na PBR.

Experiente, J.W. Harris quer se destacar nos dois campeonatos ao mesmo tempo (Foto: Matt Cohen)

Experiente, J.W. Harris quer se destacar nos dois campeonatos ao mesmo tempo (Foto: Matt Cohen)

A notícia sobre a adesão de J.W. Harris a PBR foi bem recebida por alguns membros da entidade, como o diretor de montarias do campeonato, Cody Lambert, que não poupou elogios ao talento do texano. Lambert deixou claro que ele é comparável a outros talentosos competidores da BFTS e que sabe o que é preciso para vencer os principais touros desta divisão. Durante a entrevista, Harris mostrou estar bem atualizado sobre os principais animais que vai desafiar, sempre acompanhando seus desempenhos através de vídeos.

Mesmo nunca tendo desafiado Bushwacker, Asteroid e outros touros com contrato de exclusividade na PBR, J.W. Harris já montou e parou em animais vistos freqüentemente na BFTS. Há um ano ele obteve 88.00 pontos em Jordan’s Jacket, touro que deu a vitória para Marco Eguchi na etapa de Tacoma este ano. (Veja a montaria de Marco Eguchi em Jordan’s Jacket)

Outro touro conhecido dos brasileiros e que Harris já montou com maestria – obtendo 94.00 pontos, é Palm Springs, que este ano proporcionou 90.50 pontos a Silvano Alves em Des Moines. (Veja a montaria de Silvano Alves em Palm Springs) Entram na lista ainda touros como Magic Man, Stinkeye, Myspace, todos com participações freqüentes na primeira divisão da PBR e conhecido dos brasileiros. Mas vale lembrar que para se dar bem na PBR não é preciso apenas saber montar em touros e conhecê-los. Há todo um processo de adaptação, que as vezes nem competidores de alto nível podem superar, mas nos resta aguardar 2014 e ver se realmente J.W. Harris vai oferecer algum perigo a hegemonia brasileira na PBR.

J.W. Harris lidera a atual temporada da PRCA com US$ 112 mil em prêmios e buscar terminar o ano no TOP 5 pela sexta vez seguida (Foto: Divulgação-PRCA)

J.W. Harris lidera a atual temporada da PRCA com US$ 112 mil em prêmios e buscar terminar o ano no TOP 5 pela sexta vez seguida (Foto: Divulgação-PRCA)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 11 de setembro de 2013 por em Internacional, PBR 2013.
%d blogueiros gostam disto: