ARENA BRUTA – Rodeio com mais conteúdo

O melhor conteúdo sobre o verdadeiro esporte do Cowboy

Arena em Debate 13: Volta ao mundo em 8 segundos

COM TEMAS VOLTADOS A QUEM REALMENTE AMA O RODEIO, O ARENA EM DEBATE DESTA SEMANA APRESENTA A OPINIÃO DOS COLUNISTAS ABNER HENRIQUE E EUGÊNIO JOSÉ SOBRE OS ASSUNTOS QUE FORAM DESTAQUE NA SEMANA 

Na 13ª edição do Arena em Debate, os colunistas Eugênio José e Abner Henrique dão a volta ao mundo discutindo os assuntos da semana. De Top Team Cup a PBR Canadá. De PBR Brazil a PRCA, De Marco Antônio Eguche a Trevor Brazile. Tudo que aconteceu no mundo do rodeio, nesta semana, no Arena em Debate mais longo de todas as edições

 

MARCO EGUCHI

Eugênio José: Abner, falamos aqui no Arena em Debate 11, sobre a possibilidade de briga por título de Marco Eguchi, lembro de uma frase sua: “Ele está mais consistente do que os dois que estão a sua frente”, na oportunidade Silvano Alves e Shane Proctor. Porque você disse isso?

Abner Henrique: Ele chegou a Final de 7 dos 9 eventos que participou. No Iron Cowboy foi eliminado, mas parou no seu touro. Seus números atuais são melhores que os dos líderes nas duas temporadas anteriores. A boa fase na Montaria em Touros depende de uma série de fatores e nesse momento todos estão a favor de Marco Eguchi.

Marco Eguchi tem o melhor aproveitamento entre os principais candidatos ao título

Marco Eguchi tem o melhor aproveitamento entre os principais candidatos ao título

SILVANO ALVES

AH: Falei no Arena em Debate ao vivo que o Silvano Alves estava com um dedo quebrado. Ele caiu de 10 dos últimos 15 touros que montou. Você acredita que essa má fase seja devido a lesão? Ele não deveria se retirar por alguns dias para se recuperar?

EJ: Isso é uma informação sua (contusão), se isso realmente está acontecendo um tempo seria bom. Outro fato é que Silvano, não pegou Ri-rider outra vez. Até o estatístico da PBR, opinou sobre o assunto. Mas, não defendendo Silvano, e já defendendo, se Silvano marcasse qualquer nota no domingo, ele entraria na final, e mesmo caído na final, ficaria a frente de Proctor por exemplo, e talvez nem perdesse a liderança. Será que Silvano é tão errado assim? Ou estão fazendo dele um Neymar, que tudo que ele faz ou deixa de fazer vira notícia?

AH: Bom, sensacionalismo nunca foi meu forte. Não inventei a lesão no dedo do Silvano Alves, isso é informação do Keith Ryan, jornalista da PBR. Mas sua observação está correta, se ele tivesse parado no domingo, era finalista. Em Anaheim ele aceitou o re-rider, acabou caindo, ninguém falou nada. Silvano já provou ao mundo que vale mais um 71 pontos na mão, do que cinco oportunidades de tirar 90 pontos. Agora quanto a comparação com Neymar, nas últimas semanas realmente ele está bem parecido: caindo bastante.

SHANE PROCTOR

EJ: Se alguém espera que Shane Proctor, pare com PRCA, e de montar na sela, se engana, no final de semana, ele ficou em segundo lugar em Arcadia na Flórida, um dia antes da etapa de Tacoma, e também montou em touros, mas, não foi finalista. Não seria hora dele (Shane) quietar e tentar esse título da PBR uma vez por todas, ou você acredita mesmo que ele vai ficar montando em tudo sem dar preferência pra ninguém Abner?

AH: Acredito que ele vai seguir competindo nos dois campeonatos. Acho que ele deveria ir com mais calma, afinal, ele terá muito tempo de competir na PRCA nas férias de verão da PBR, que é exatamente quando acontece a maioria dos grandes eventos. Foi no verão de 2011 que ele praticamente garantiu o título mundial. Apesar que, nesta temporada ele não vai poder abrir mão do Touring Pro Division nas férias também, afinal no Brasil o campeonato estará em alta e ele pode perder posições no Ranking mundial.

Shane Proctor novamente se divide entre competir na PBR e PRCA

Shane Proctor novamente se divide entre competir na PBR e PRCA

REGULARIDADE

AH: Eugênio, você notou que dos 5 primeiros colocados do ranking atual, apenas dois competiram em todos os 10 eventos realizados até agora? JB Mauney e Marco Eguchi competiram em nove e Shane Proctor em oito. Você acredita que isso seja reflexo do novo regulamento, ou é coincidência mesmo?

EJ: Sim todo mundo chegou com pontos da TPD – Touring Pro Division, Shane Proctor subiu ganhando eventos, e já trazendo alguns pontos, em resumo, Eguche e Silvano levaram pontos da final de Americana, o novo regulamento mexeu com a estabilidade de muito gente. Já que você tocou no assunto regularidade, volto em Silvano Alves, ninguém montou mais que ele essa temporada. Foram 34 touros, ou seja, algo de positivo ele tem feito.

AH: Ainda neste tema, vemos apenas 3 brasileiros no TOP 5, contra 5 americanos e 2 canadenses. Algo bem incomum nas últimas temporadas, que eram dominada por brasileiros. Um fato curioso é que 100% dos canadenses da elite da PBR estão no TOP 10. Isso nos leva a crer que o novo regulamento incentivou os competidores canadenses e americanos ou apenas coincidiu com muitas lesões dos brasileiros neste início de temporada?

EJ: Embora o Brasil seja o segundo nome em premiação na PBR, o Canadá, com seus guerreiros, estão muito bem como você frisou. Porque digo guerreiros, porque no Canadá, principalmente o campeonato da PBR não tem um calendário, como aqui no Brasil. Quanto aos brasileiros não dá pra falar em contusão, este final de semana, tinha ONZE montando, ou seja, os canadenses em um todo, estão sendo melhores. São dois mas estão no TOP 10. Quando falo de estrutura entre PBR Canadá e PBR Brasil, o campeão canadense ganhou US$ 10 mil dólares (R$20 mil aproximadamente), enquanto o brasileiro Edevaldo Ferreira, um Milão de reais, 500 mil dólares. Se entrar no quesito, qualidade de touros competitividade, era pro Brasil estar mais numeroso nesse TOP 10, pois são mais preparados, pelo menos na prática.

O canadense Aaron Roy tem o melhor início de temporada de sua carreira e se mantém no TOP 10

O canadense Aaron Roy tem o melhor início de temporada de sua carreira e se mantém no TOP 10

BRASIL – TOP TEAM CUP

EJ: Por aqui, o Top Team Cup, retornou dando continuidade a sua sétima temporada, e sempre oferecendo premiação milionária. Destaco Keyla Polizello líder absoluta na modalidade três tambores. E Juraci da Silva segundo colocado da 1ª etapa de 2013, o verdadeiro Wisk do rodeio, quanto mais velho melhor.

AH: Eu sempre esqueço a idade do Doidinho (rss). Mas certamente é uma lenda do rodeio, já competiu com quatro gerações de atletas. É Eugênio, parece que o TOP TEAM CUP vem ainda mais forte este ano, batendo de frente em qualidade e premiação com a PBR Brazil. Aliás, não vi nada ainda sobre a premiação da PBR Brazil este ano. Será que com a mudança no regulamento de que o dinheiro não vale mais para levar aos Estados Unidos, as premiações continuarão as mesmas?

EJ: Sobre a premiação da PBR Brasil não sei, mas, sei que o Top Team Cup, patrocinado pela cerveja Crystal, foi o primeiro a abrir a mão, e soltar dinheiro com força no Brasil, na ocasião, R$300 mil em 2007 para o campeão da modalidade touros, depois essa quantia chegou a R$600 mil. Posteriormente, a PBR Brasil patrocinada pela Brahma, entrou no cenário e chegou com essa premiação milionária. Falta mais umas três marcas de cerveja ou não, para aquecer e desmonopolizar o rodeio brasileiro Abner?

AH: Se pensarmos que todas as grandes marcas de cerveja hoje pertencem ao mesmo grupo da Brahma, não vejo uma forte concorrente a investir forte contra elas (Brahma e Crystal) em um campeonato. Mas existe sim mercado para bebidas, como destilados e energéticos por exemplo. Quem sabe nos próximos anos podemos ver um novo e bom projeto sendo patrocinado por uma marca mundial de bebidas. Isso só acrescentaria ao rodeio brasileiro.

PRCA

EJ: Pra pagar nossa língua, também no Arena em Debate 11, falamos que Trevor Brazile não era mais o líder no All-around, (na ocasião não era mesmo), o problema é que o ranking é atualizado toda terça-feira a tarde, e lá estava ele líder de novo. Calando a boca, ou as bocas nossas. Agora na modalidade touros, om a contusão de Cody Teel, e os bons resultados, de J. W. Harris, nos últimos eventos, está pintando o quarto título dele na PRCA? Ou você acredita em outro nome?

Nos últimos cinco anos, J.W. Harris tem três títulos mundiais e dois vice-campeonatos pela PRCA

Nos últimos cinco anos, J.W. Harris tem três títulos mundiais e dois vice-campeonatos pela PRCA

AH: Pois é, Cody Teel fraturou o cotovelo e deve ficar fora até por três meses. Não o considero fora da busca pelo bi-campeonato, tendo em vista que a PRCA é por dinheiro. Assim que voltar vai buscar uma vaga na NFR e em Las Vegas, pode virar o jogo. Quanto ao J.W. Harris, não é muita surpresa. Todo ano ele está em ótima fase. Com Shane Proctor na PBR e Teel longe das arenas, seu amigo William James é sim o grande favorito. Hoje vejo Kanin Asay como grande adversário e quero registrar a volta de dois grandes nomes que andaram ausentes do TOP da PRCA nos últimos anos, mas já estão entre os 15 melhores: Bobby Welsh e Steve Woolsey.

Fotos: PBR.com / PRCA

Siga o @Blog_ArenaBruta no Twitter

Siga o @Blog_ArenaBruta no Twitter

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 12 de março de 2013 por em Arena em Debate.
%d blogueiros gostam disto: