ARENA BRUTA – Rodeio com mais conteúdo

O melhor conteúdo sobre o verdadeiro esporte do Cowboy

Silvano Alves é novamente Campeão Mundial da PBR

EXATAMENTE UM ANO DEPOIS, A CENA SE REPETE: SILVANO ALVES CONQUISTA O TÍTULO DE CAMPEÃO MUNDIAL DA PBR, ROBSON PALERMO É O CAMPEÃO DA FINAL MUNDIAL EM LAS VEGAS E UM COMPETIDOR NATURAL DO ESTADO DE GOIÁS VENCE O DISPUTADO TÍTULO DE ROOKIE OF THE YEAR

 

(por @HenRiQue_Bad) Pelo segundo ano consecutivo o Brasil irá voltar de Las Vegas com todos os títulos possíveis na Professional Bull Riders. A PBR World Finais, que terminou na tarde deste domingo, consagrou o paulista Silvano Alves como o primeiro atleta na história da PBR a ganhar a fivela de Campeão Mundial consecutivamente. Silvano entra para um seleto grupo de competidores com mais de um título, que incluem Chris Shivers e Justin McBride com dois títulos cada um e Adriano Moraes, único tri-campeão. Curiosamente, com a aposentadoria de Shivers na mesma tarde, o brasileiro torna-se agora o único competidor em atividade com mais de um título. Quem também entrou para a história foi Robson Palermo, que além de se tornar o primeiro competidor a vencer a Final Mundial três vezes, é também o único a ser Campeão dois anos seguidos, já que também havia vencido em 2011. Emílio Rezende estreou na PBR este ano e mesmo chegando na Final em desvantagem, conquistou o cobiçado título de Revelação do Ano. Coincidentemente, ano passado este título também ficou com um competidor natural de Goiás, Rubens Barbosa.

Mesmo liderando o Ranking, a vitória de Silvano Alves foi mais apertada e sofrida que a do ano passado. Ele chegou a Las Vegas concorrendo diretamente com outros cinco atletas e até o último Round, disputado entre os 15 melhores da semana, três deles ainda o ameaçavam. Silvano correu risco de perdeu o campeonato após ter ficado sem nota em uma das noites e na outra conquistar uma nota muito baixa, o que não lhe garantiu pontos de bônus. Ele retomou a vantagem nas duas últimas noites, também favorecido pelo mal desempenho de alguns concorrentes e chegou ao dia decisivo depende apenas de si para conquistar pela segunda vez o prêmio de US$ 1 milhão. Após uma boa montaria no Round 5, ele foi ao Short-Go com extrema vantagem e após a queda de Valdiron de Oliveira e Austin Meierele garantiu matematicamente a fivela, mesmo antes de montar em seu último touro.

Silvano Alves recebendo pelo segundo ano seguido o cheque de US$ 1 milhão

Silvano Alves fez uma temporada marcada pela regularidade e dos 103 touros que montou obteve nota em 62, ou seja, 60% de aproveitamento. Sua estratégia era de suportar os oito segundos e garantir nota, seja qual fosse, o que fez muitas vezes com que ele recebesse criticas por não arriscar em montar touros que poderiam lhe dar notas maiores. Durante toda essa temporada ele obteve apenas uma nota acima dos 90 pontos, mas chegou a 18 finais, número superior a todos os outros competidores. Além do prêmio pelo título, ele embolsou mais de US$ 500 mil nesta temporada, o que lhe dá um total de US$ 3.3 milhões em menos de 30 meses, o que lhe torna o competidor mais bem sucedido na história do esporte.

Mesmo após deslocar o joelho na quinta-feira e suportar duas lesões nos ombros, Robson Palermo foi o melhor entre os 40 atletas que passaram na arena de Las Vegas neste fim de semana. O acreano se manteve invicto nas quatro primeiras noites de competição e mesmo caindo no primeiro touro que montou hoje, ele entrou no Round Final na liderança. Mesmo não estando com 100% de sua forma física devido as lesões, Palermofez a última apresentação do evento e levantou a platéia com uma bela montaria de 87.25 pontos, que lhe asseguraram seu terceiro titulo na Final Mundial nos últimos cinco anos. Durante a entrevista coletiva, em meio aos sorrisos, o brasileiro agradeceu aos amigos que sempre deram força para ele e principalmente a família, a esposa e os filhos.

Robson Palermo, o primeiro Tri-Campeão da PBR World Finals

Emílio Rezende estreou na principal divisão da PBR em março e desde então participou de outros 12 eventos. Ele chegou a Final Mundial com um total de US$ 89 mil em prêmios, muito atrás do líder do Ranking de novatos, Chase Outlaw, que tinha US$ 165 mil e do segundo colocado Chad Besplug que havia ganho US$ 156 mil. Outlaw, maior revelação americana nos últimos anos caiu dos cinco touros que montou no fim de semana e Besplug conseguiu parar em apenas um. Emílioparou em quatro dos seis touros que desafiou e além das premiações que ganhou durante os Round’s, embolsou também uma grande premiação por ter terminado em segundo lugar na classificação da Final Mundial, superando seus concorrentes e recebendo a fivela de Rookie of the Year. Ao longo da semana, acompanhem no Arena Bruta mais matérias especiais sobre tudo o que rolou na PBR World Finals em Las Vegas.

Emílio Rezende coroado como melhor estreante do ano

Fotos: PBR.com

Siga @Blog_ArenaBruta no Twitter

2 comentários em “Silvano Alves é novamente Campeão Mundial da PBR

  1. Gislene Nunes da Silava
    29 de outubro de 2012

    Eu amei foi de mais, parabéns Silvano Alves você merece!
    Você mostrou que no nosso pais não é só futebol, aqui o sistema é bruto valeu Cowboy.

    • douglas semensati marcelino
      30 de outubro de 2012

      Esse homem ai de Pilar Do Sul é um problema sério no touro para derrubar esse homem só se amarra e puxa porque senão é 8 segundos certos e lousinha cheia valeu meu companheiro

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 29 de outubro de 2012 por em PBR 2012.
%d blogueiros gostam disto: