ARENA BRUTA – Rodeio com mais conteúdo

O melhor conteúdo sobre o verdadeiro esporte do Cowboy

PBR Las Vegas 2012: Round 1 e 2

LUKE SNYDER VENCE MAIS UM TOURO E ASSUME A LIDERANÇA DA PBR WORLD FINALS APÓS SEGUNDA NOITE DE COMPETIÇÃO E NA BRIGA PELO TÍTULO MUNDIAL, SILVANO ALVES PARA, MAS A DIFERENÇA AINDA É MÍNIMA

 

(por @HenRique_Bad) Não é novidade pra ninguém que os Estados Unidos andam “carente” de competidores de alto nível nos últimos anos e enquanto os jovens não correspondem como deveriam, na noite de ontem, dois veteranos roubaram a cena na arena de Las Vegas. Luke Snyder, de 30 anos, parou em seu segundo touro consecutivo e assumiu a liderança do evento, enquanto Chris Shivers, de 33 anos e que compete pela última vez na Final da PBR fez a melhor nota da noite.

Se manter essa liderança até o último Round, que será disputado no domingo, Snyder se tornará o primeiro americano a vencer a PBR World Finals duas vezes. O competidor foi Campeão neste evento em 2001, seu ano de estréia, quando tinha apenas 19 anos. Até hoje, somente o australiano Troy Dunn e o brasileiro Robson Palermo conquistaram este título duas vezes.

Luke Snyder obteve a quarta melhor nota na noite desta quinta-feira, ao enfrentar Rajin JT (Jerry Tuttle), 87.25 pontos. Na noite anterior ele havia ficado com a segunda colocação no Round, 89.75 pontos, o que lhe dá um total de 177 pontos até agora. Natural do estado de Missouri, Snyder já embolsou US$ 28 mil em duas noites de competição. Apenas outros dois competidores além dele permanecem invictos: Robson Palermo, que está em segundo lugar com 175 pontos e Renato Nunes, que é o terceiro com 171.25 pontos.

Luke Snyder montando Rajin JT (Round 2)

O bi-campeão mundial Chris Shivers, que se despede das arenas neste fim de semana, conquistou a fivela de maior nota do Round 2, ontem, ao obter 89.75 pontos em Prince Albert (Chad Berger). Shivers havia caído de Jack Daniels After Party (Circle T Ranch) na primeira noite, e está na quarta posição no evento. O americano se tornou este ano recordista em participações na Final Mundial, 16 vezes consecutivas e tem o evento de Las Vegas como o grande título que ainda falta em sua carreira.

Robson Palermo fez a quinta melhor nota do Round 1 e a terceira na noite de ontem. Mesmo sem chances reais de conquistar seu primeiro título mundial, Palermo se mantém no caminho de se tornar o primeiro tri-campeão em Las Vegas. O campeão mundial Renato Nunes venceu a primeira noite ao montar Yellow Jacket Jr. (Berger / Struve / Rosen) com 90.25 pontos e ontem, mesmo com a nota 81 pontos se manteve invicto e firme na briga por seu segundo título na PBR World Finals. Nunesfoi campeão na cidade em 2010, mesmo ano em que conquistou sua primeira fivela de ouro.

Renato Nunes na montaria que lhe deu a vitória no Round 1 sobre Yellow Jacket Jr.

A briga pelo título mundial de 2012 ficou ainda mais indefinida depois dos dois primeiros Round’s. Silvano Alves, que chegou a Las Vegas em primeiro lugar, viu sua vantagem que já era pequena, diminuir muito após cair de seu primeiro touro e seu principal concorrente, Valdiron de Oliveira obter nota e ainda somar pontos de bônus. Ontem, Silvano suportou os oito segundos, mas a nota 78.25 pontos o deixou sem bônus pela colocação do Round e ele não conseguiu aumentar muito sua diferença, mesmo com Valdiron tendo ficado sem nota no Round 2. De acordo com os cálculos do colunista Eugênio José, se terminasse assim, devido aos pontos distribuídos de bônus, Valdiron de Oliveira seria o Campeão Mundial da temporada. Veja detalhes: http://migre.me/blJcH

LJ Jenkins, Austin Meier e J.B. Mauney, que também mantém chances reais de título, caíram na primeira noite, mas ontem conseguiram vencer seus touros e ainda obter pontos de bônus pelas colocações alcançadas. O campeão mundial Guilherme Marchi é o único atleta do grupo dos seis principais concorrentes que ainda não conseguiu parar em nenhum touro em Las Vegas. Desse grupo, Meier é o melhor posicionado na classificação do evento, quinto colocado. Vale lembrar que há pontos de bônus pela classificação do evento. Mauney e Valdiron estão empatados em sexto lugar, Jenkins é o nono e Silvano Alveso 21°.

Robson Palermo montando Skatman Hou no Round 2

O time brasileiro teve uma baixa na noite de ontem. Eduardo Aparecido da Silva, assim como os outros três convidados, tinham direito de montar apenas nos dois primeiros Round’s e continuariam na competição, caso se mantivessem entre os 15 melhores do evento após as duas noites. Eduardo, que havia caído na primeira noite, obteve 83.75 pontos ontem, mas na classificação geral ele fechou a noite em 19° lugar e se despediu do evento. O canadense Zane Lambert, o australiano David Kennedy e o mexicano Juan Carlos Contreras, que estavam na mesma situação também foram eliminados.

O Brasil começou esta 19ª edição da Final Mundial com 13 representantes. Além de Robson Palermo, Renato Nunes e Valdiron de Oliveira, o goiano Emílio Rezende, o paulista Edevaldo Ferreira e o paranaense Fabiano Vieira também pararam em um dos dois touros que montaram e estão entre os 15 melhores da classificação. Também com uma parada aparecem Agnaldo Cardozo, 16° e Marco Eguchi em 20° lugar. Davi Henrique e Eneas Barbosa, assim como Guilherme Marchiainda não obtiveram nota em Las Vegas.

Eduardo Aparecido montando Pancho no Round 2

Fotos: PBR.com

Siga o @Blog_ArenaBruta no Twitter

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 26 de outubro de 2012 por em PBR 2012.
%d blogueiros gostam disto: