ARENA BRUTA – Rodeio com mais conteúdo

O melhor conteúdo sobre o verdadeiro esporte do Cowboy

PBR Tampa 2012

O FIM DE SEMANA NÃO FOI DOS MELHORES PARA OS ATLETAS BRASILEIROS, MAS GUILHERME MARCHI VENCEU PELA SEGUNDA VEZ NA TEMPORADA E SUBIU PARA A QUARTA POSIÇÃO NO RANKING DECLARANDO ESTAR TOTALMENTE CONFIANTE PARA BRIGAR PELO BI-CAMPEONATO MUNDIAL

 

(por @HenRiQue_Bad) Faltando um mês para a Final Mundial, Guilherme Marchi vence o evento de Tampa na Flórida e se coloca oficialmente na briga pelo título da temporada. O Campeão Mundial de 2008 foi para a Final (Short-Go) do evento na terceira colocação e escolheu montar em Strokin (5S Ranch / McManus / Wolf Creek), touro que havia dado a vitória em um Round para Silvano Alves na semana passada. Na primeira tentativa o touro se atrapalhou e bateu nos bretes, dando a Marchi a opção de re-rider (repete) e ele escolheu montar o mesmo animal novamente, já que a regra permite. Deu certo, o brasileiro marcou 87 pontos e terminou a noite com 0.75 pontos a frente de Chase Outlaw, que até então liderava. A vitória rendeu a Guilherme Marchi um total de US$ 35.158 e os pontos acumulados no fim de semana o levaram da sexta para a quarta colocação na classificação do campeonato, a 1.829,00 pontos do líder. Este foi o segundo evento vencido por ele nesta temporada, chegando ao total de 18 títulos na carreira, recorde absoluto entre os brasileiros em atividade na PBR e que o mantém entre os cinco maiores colecionadores de fivelas em todos os tempos. Faltando apenas três eventos antes da PBR World Finals, Guilherme declarou que agora está totalmente confiante: “Segunda-feira já começo a treinar para chegar no próximo fim de semana e ganhar novamente.”

 

A 25ª etapa da Built Ford Tough Series foi realizado nos dias 21 e 22 de setembro em Tampa, uma das mais tradicionais cidades no calendário do Mundial da PBR. Devido a 8ª edição do PBR Bucking Battle, realizado na sexta-feira, o evento teve apenas dois Round’s e a Final. O segundo colocado foi Chase Outlaw, que marcou a maior nota do Short-Go, 89.75 pontos em Party All the Time (Jeff Robinson). Com os US$ 17.600 ganhos nesta etapa, Outlaw reassumiu a liderança no Ranking de Rookie of the Year da temporada, com um total de US$ 157.639. Silvano Alves também terminou o evento invicto, com três paradas e na terceira colocação geral, o que o manteve na liderança do Mundial pela segunda semana seguida. Cody Nance, que estava em 11° lugar e foi o outro único competidor a obter nota na Final, terminou na quarta colocação. Nance herdou a vaga do Campeão Mundial Kody Lostroh, que se classificou para a Final em primeiro lugar, mas devido a uma concussão que sofreu após bater a cabeça no chão durante o Round 2, ele não pode montar no Round decisivo. Lostroh terminou em quinto lugar na classificação Final da etapa. Curiosamente os dois primeiros colocados da etapa anterior disputada em Springfield, Cody Johnson e Emílio Rezende não participaram deste evento. Apesar dos excelentes desempenhos os dois ainda são Alternates (reservas) e como não estão entre os 25 primeiros colocados do Ranking não tem lugar garantido nas etapas e tiveram que ceder lugar a competidores que ganharam eventos recentemente na divisão de acesso.

 

O evento de Tampa contou com a presença de oito brasileiros, mas apesar da vitória de Guilherme Marchi, não foi um fim de semana tão bom aos nossos competidores. Fabiano Vieira sofreu uma concussão após se chocar contra o brete na noite de sábado e logo em seguida, Renato Nunes também sofreu uma concussão após ser atingido pelo chifre do touro que montou. A PBR não divulgou notas posteriores, mas segundo as informações ambos passam bem. Valdiron de Oliveira, que parou em apenas um dos 13 últimos touros que montou, revelou no sábado que está com um ligamento rompido na mão de montaria. Segundo o goiano, ele não havia declarado nada anteriormente para não parecer que estava buscando desculpa pelo seu mau desempenho. Valdiron afirmou que sente dores desde a etapa de San Antonio, mas que se precisar de cirurgia só irá fazê-la após a Final Mundial. Nenhum outro brasileiro além de Marchi e Silvano Alves conseguiram obter nota nos touros que montaram neste fim de semana. Dois americanos tiveram sua primeira oportunidade na elite da PBR este fim de semana, Thad Newell e Zac Peterson. Ambos pararam em sua montaria de estréia, mas Peterson teve opção de re-ride e na segunda montaria caiu antes dos oito segundos e ficou sem a nota. O melhor touro do evento, pela oitava vez na temporada foi Asteroid. O touro da Circle T Ranch marcou 47.50 pontos na noite de sexta-feira quando derrubou Valdiron de Oliveira.

 

PBR 15/15 Bucking Battle

Na noite de sexta-feira aconteceu a 8ª edição do PBR 15/15 Bucking Battle, que coloca frente a frente os 15 melhores competidores da temporada contra os 15 melhores touros. Pela primeira vez na temporada os touros foram superiores e derrubaram todos os competidores, com destaque para Asteroid que derrubou Valdiron de Oliveira com 2.33 segundos e obteve 47.50 pontos, a maior nota de um touro na temporada. LJ Jenkins foi o competidor que chegou mais perto dos oito segundos, suportando 6.98 segundos em Shepherd Hills Trapper, seguido de Stormy Wing com 6.69 segundos, Fabiano Vieira com 6.27 segundos e Ben Jones com 6.10 segundos. Guilherme Marchi e Robson Palermo estavam incluídos no desafio desta semana, mas optaram por não montar. Marchi, que sentiu dores em um dedo da mão de montaria foi substituído pelo canadense Ty Pozzobon, já Palermo que sentiu dores no ombro cedeu sua vaga ao Campeão Mundial Kody Lostroh.

Valdiron de Oliveira vs. Asteroid no PBR Bucking Battle em Tampa

 

Col. Final – Tampa/FL

1 – Guilherme Marchi – 258.00 pontos

2 – Chase Outlaw – 257.25 pontos

3 – Silvano Alves – 252.25 pontos

4 – Cody Nance – 174.50 pontos

5 – Kody Lostroh – 173.25 pontos (Não montou na Final)

6 – Jared Farley – 172.50 pontos

7 – Lachlan Richardson – 170.75 pontos

8 – Shane Proctor – 169.25 pontos

9 – Ben Jones – 168.25 pontos

10 – Ryan Dirteater – 165.50 pontos

 

Ranking Parcial – 25 etapas

1 – Silvano Alves – 9.802,00 pontos

2 – LJ Jenkins – 9.066,50 pontos

3 – Valdiron de Oliveira – 8.755,75 pontos

4 – Guilherme Marchi – 7.973,00 pontos (+2)

5 – J.B. Mauney – 7.385,75 pontos (-1)

6 – Fabiano Vieira – 7.231,75 pontos (-1)

7 – Austin Meier – 7.182,00 pontos

8 – Marco Eguchi – 6.293,75 pontos

9 – Renato Nunes – 5.673,50 pontos

10 – Ryan Dirteater – 5.337,00 pontos

Outros Brasileiros

12 – Robson Palermo – 4.773,00 pontos

27 – Emílio Rezende – 2.516,75 pontos

40 – Rubens Barbosa – 802,25 pontos (-2)

44 – Elton Cide – 721,75 pontos (-2)

45 – Paulo Lima – 677,75 pontos (-2)

54 – Douglas Ferreira – 369,75 pontos

 

Fotos: PBR.com

 

Siga o @Blog_ArenaBruta no Twitter

Um comentário em “PBR Tampa 2012

  1. José Marcio Bianquini.
    24 de setembro de 2012

    TEM BRASILEIROS Q ESTÃO PRECISANDO DE UM PUXÃO DE ORELHA .

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 24 de setembro de 2012 por em PBR 2012.
%d blogueiros gostam disto: