ARENA BRUTA – Rodeio com mais conteúdo

O melhor conteúdo sobre o verdadeiro esporte do Cowboy

Iron Cowboy anuncia aposentadoria

CAMPEÃO DO IRON COWBOY 2011, COLBY YATES NUNCA FOI UM DOS TOP’S DO RANKING DA PBR, MAS AO LONGO DA CARREIRA SEMPRE MOSTROU SER UM COMPETIDOR DIFERENCIADO E COMPROMETIDO COM O ESPORTE

 

(por @HenRiQue_Bad) Campeão do IRON COWBOY II, realizado em 2011, Colby Yates anunciou oficialmente esta semana que encerrou sua carreira nas arenas. O texano se tornou um dos favoritos do público tanto por seu carisma como por defender e levantar a bandeira do esporte, mas teve uma carreira marcada por lesões, o que sempre o impediu de obter grandes resultados. Aos 31 anos, Yates disse que a decisão foi difícil, mas que ele sentiu que havia chegado a hora. Com um profissionalismo admirável, antes de anunciar publicamente sua aposentadoria, o competidor fez questão de notificar pessoalmente algumas pessoas ligadas ao esporte como os fundadores da PBR, Ty Murray, Michael Gaffney e Cody Lambert, os salva-vidas, membros da equipe médica, seus patrocinadores pessoais e os principais executivos da entidade pela qual competiu nos últimos nove anos. “Eu queria agradecer pessoalmente cada um que me ajudou nesses anos,” disse ele, que redigiu uma carta particular para cada um. Para Jay Daugherty, vice-presidente de competições da PBR, dar satisfações sobre a decisão de se aposentar não é comum entre os profissionais das arenas, mas é um ato que deveria ser feito por todo atleta. Colby acrescentou que a carreira de um peão de touros dura pouco após os 30 anos e que pretende se dedicar mais a família. Com mais de US$ 500 mil ganhos pela PBR em toda sua carreira, ele conquistou três vitória na divisão principal em sete temporadas desde que estreou. Este ano Colby Yates montou apenas em cinco eventos e foi cortado do TOP 35 após obter nota somente em três dos 12 animais que montou. Ele chegou a competir nos meses seguintes no Touring Pro Divisiononde ganhou cerca de US$ 14 mil, mas desde o início deste mês ele não voltou a montar.

Colby Yates na PBR World Finals 2008

 

Nascido e criado em Fort Worth, cidade com grande tradição pecuária e de rodeio, Colby Yates começou a montar aos oito anos de idade, mas acabou desistindo pouco tempo depois. Alguns anos mais tarde enquanto filmava o treino de seu irmão mais velho ele foi atropelado pelo touro e quebrou uma das pernas. Com o pensamento de que tinha paixão suficiente pelo esporte a ponto de ser ferido filmando uma montaria ele percebeu que era hora de voltar a montar e nunca mais parou. Durante a adolescência disputou várias competições amadoras e defendeu a equipe de duas Universidades texanas no Circuito Universitário. Aos 18 anos ele se profissionalizou e começou a competir nos eventos da PRCA – Professional Rodeo Cowboys Association, onde permaneceu por mais de seis anos. Em 2004 Colby começou a competir nos eventos menores da PBR, mas só conquistou uma vaga na elite do Campeonato dois anos mais tarde fazendo sua estréia em Portland. Pouco mais de um mês depois ele conquistou sua primeira vitória, no grande evento organizado por Ty Murray em Albuquerque. Com US$ 83 mil ganhos durante o ano ele terminou o Campeonato na 23ª colocação, perdendo o Título de Rookie of the Year apenas para J.B. Mauney. Durante toda sua carreira foram 120 eventos na Built Ford Tough Series, onde parou em 103 dos 329 touros que montou. Sua melhor temporada foi a de 2008, uma das duas únicas que ele competiu em todos os eventos, terminando na 20ª posição. Menos de um mês após as Finais ele sofreu um acidente que lhe causou várias lesões vertebrais e ficou de fora de quase toda a temporada seguinte, perdendo inclusive a chance de se competir em Las Vegas no ano de 2009.

 

Colby Yates montando I’m a Gangster na Final do IRON COWBOY 2011

O ponto alto da carreira de Yates veio no início de 2011 quando ele foi Campeão no IRON COWBOY II, realizado no Cowboy’s Stadium, no Texas. A vitória foi especial por vários motivos, pois o competidor não fazia parte da lista de classificados para o evento até três dias antes de seu início quando foi chamado para substituir Robson Palermo, que se lesionou no fim de semana anterior. Apesar de ser um dos únicos texanos na competição, Colby Yates passou despercebido até a terceira fase da competição mesmo depois de eliminar Silvano Alves, que vinha credenciado como Revelação do ano anterior. Tudo parecia muito complicado para ele depois que J.B. Mauney, seu adversário nessa chave, montou Chicken on a Chain e obteve 90 pontos. Restava a ele parar e superar um dos favoritos e foi o que ele fez. Montando Carrillo’s Cartel o competidor caiu nas graças dos 38 mil espectadores ao marcar a maior nota do evento, 92.25 pontos. Mesmo caindo dos dois touros nas fases seguintes ele garantiu a maior vitória de sua carreira superando respectivamente, Valdiron de Oliveira e Austin Meier,ambospor 0,2 segundos, embolsando US$ 50 mil. “Competir em casa, naquele estádio e todas aquelas pessoas gritando para mim, foi a melhor coisa que eu já vivi e certamente nunca vou viver nada igual,” declarou o atleta.

 

Colby Yates

Assim como Chris Shivers, que também se aposenta no fim deste ano, Colby Yates afirmou que a competição deixou de ser seu foco principal e mesmo indo para os eventos, tudo que ele queria era estar em casa, com a família. Muitos acreditavam que quando tomasse essa decisão ele iria seguir carreira artística, pois lançou seu primeiro CD no ano passado, mas o cowboy cantor afirmou que não vai seguir profissionalmente a carreira musical: “Não quero mais ficar viajando, e com a música eu viajaria mais do que montando,” completou. Apesar de ter uma boa reserva de dinheiro ele sabe que em breve terá que encontrar um novo emprego e com isso surge um novo e grande desafio. Não será fácil encontrar uma função que satisfaça quem tem espírito de competição e já fez parte do maior Campeonato de Rodeio do Mundo, competindo com os melhores touros e os melhores atletas. Para Cody Lambert, fundador e diretor de Montarias da PBR, deixar de montar sempre deixa um vazio que nunca mais será preenchido: “Você nunca encontrará algo melhor do que ser um atleta profissional,” afirma. Yates disse que nunca teve uma entrevista de emprego e isso tem o feito ficar pensativo e nervoso, mas ao mesmo tempo acredita que não conseguirá se desligar das arenas totalmente e ele cogita a idéia de dar cursos de montaria. Devido a seu carisma e comprometimento com o esporte, ele sempre esteve envolvido em ações de divulgação da PBR, e isso lhe trouxe conhecimentos na área de comunicação e mídia, e talvez seja outro caminho que ele deve pensar em seguir. Apesar de não ter sido um dos TOP do Campeonato, Colby Yates será por muito tempo uma referência entre os atletas da PBR. “Ele tem uma personalidade que atrai as pessoas,” declarou Lambert. “Dentro e fora da arena ele é um exemplo de como os peões de rodeio devem ser,” completa.

 

Fotos: PBR.com

Baseado na matéria de Keith Ryan Cartwright (PBR.com)

 

Siga @Blog_ArenaBruta no Twitter

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 29 de agosto de 2012 por em PBR.
%d blogueiros gostam disto: