ARENA BRUTA – Rodeio com mais conteúdo

O melhor conteúdo sobre o verdadeiro esporte do Cowboy

PBR Tulsa 2012

O CAMPEÃO MUNDIAL KODY LOSTROH QUEBRA UM JEJUM DE MAIS DE DOIS ANOS E VOLTA A VENCER NA PRINCIPAL DIVISÃO DA PBR EM UM EVENTO ONDE OS TOUROS FORAM EXTREMAMENTE SUPERIORES

 

(por @HenRiQue_Bad) Depois de ser o único a parar em três dos quatro touros que montou, Kody Lostroh ficou com o título do evento de Tulsa, realizado nos dias 10 e 11 de agosto. Foi a 10ª vitória na carreira do Campeão Mundial e ele não conquistava uma fivela na principal divisão da PBR desde fevereiro de 2010. Lostroh, que havia conquistado a vitória em um evento da PRCA na terça-feira, chegou a Tulsa aquecido e após as duas montarias na primeira noite foi para a segunda colocação. Como o líder Chase Outlaw caiu no Round 3, ele assumiu a liderança e foi para o Short-Go como o único competidor ainda invicto, fato que o fez garantir o título por antecipação quando os touros derrubaram os nove outros concorrentes. Kody Lostroh escolheu montar em Rango, o touro jovem mais falado da temporada e mesmo com a vitória garantida, ele contou que ficou triste por não conseguir vencer o animal. O americano que já havia sido Campeão nesta cidade em 2009, vive um momento único em sua vida, pois no dia 27 de julho foi pai pela primeira vez e isso talvez explique um retorno tão empolgante depois das férias de verão da PBR. “Trabalhei minha vida toda para ser Campeão Mundial e ainda sonho com um segundo título. Mas meu principal objetivo agora é trabalhar o resto da minha vida para ser um grande pai,” declarou ele após a vitória. Lostroh embolsou US$ 40 mil em Tulsa, que lhe dá um total de US$ 119 mil na temporada e matematicamente tem vaga garantida na Final Mundial em outubro. Nesta temporada ele já perdeu três eventos devido a lesões e só chegou a seis Finais, mas esta vitória lhe colocou na 18ª posição do Ranking, a menos de 900 pontos do TOP 10.

 

Chase Outlaw montando Red Hot

Comprovando as apostas, o novato Chase Outlaw foi um dos destaques do evento de Tulsa. Líder do Ranking de Rookie of the Year, Outlaw venceu dois eventos das Finais da PBR Austrália no mês passado, onde competiu como convidado, e era favorito ao título das 20ª etapa da PBR. Na sexta-feira ele venceu o Round 1 e após ficar em segundo lugar no Round Bônus, entrou na noite de sábado como líder. Ele só foi ultrapassado por Kody Lostroh porque caiu no Round 3. Na Final, ainda com chances de ser Campeão devido aos outros concorrentes terem caído de seus touros, ele escolheu Meat Hook, mas também acabou caindo e ficando com a segunda colocação. Com este bom desempenho, ele subiu para a 19ª colocação no Ranking, tendo participado de apenas 14 eventos. O canadense Ty Pozzobon ficou com a terceira colocação, mesmo parando em apenas dois dos quatro touros que montou. Valdiron de Oliveira e Ben Jones completaram o TOP 5 do evento. Valdiron parou em dois touros e abriu mais alguns pontos de vantagem para o segundo colocado, LJ Jenkins, que terminou em 12° lugar e não montou na Final. Jones fez a melhor nota do Round 3, parando em Back Bender, mas após os oito segundos sofreu uma lesão no púbis e não competiu na Final. O australiano havia declarado que iria escolher Bushwacker para montar no Short-Go e mesmo sem competir, continuou na quinta colocação. Com este resultado, mesmo participando de apenas 10 dos 20 eventos da temporada, Jones agora é o 22° do Ranking.

 

O fim de semana não foi tão agradável para os brasileiros. Valdiron de Oliveira e Marco Eguche foram os únicos a se classificarem para a Final do evento. O goiano agora soma 8.675,00 pontos, uma diferença de 959,50 pontos para LJ Jenkins, vice-líder do Ranking. Eguche parou em apenas um touro, 88 pontos no Round 3, mas conquistou a sexta posição na classificação Final. Além deles somente Silvano Alves e Robson Palermo pararam em algum touro na etapa. Silvano foi o melhor brasileiro na sexta-feira mas como caiu no Round 3 acabou ficando de fora da Final e terminou o evento na 18ª posição. Palermo ficou com a 10ª melhor nota do Round 3, e mesmo não se classificando para a Final, subiu uma posição no Ranking, passando de 16° para o 15° lugar. Fabiano Vieira, que era o atual Campeão em Tulsa, machucou a panturrilha direita após tomar um pisão na primeira noite. Mesmo assim o paranaense competiu no sábado, mas também acabou caindo. Assim como Fabiano, os Campeões Mundiais Guilherme Marchi e Renato Nunestambém caíram dos dois touros que montaram.

Ty Pozzobon montando Shepherd Hills Trapper na Final

 

Bushwacker novamente ficou com a fivela de melhor touro após obter 46.25 pontos e superar por uma margem mínima seu principal concorrente, Asteroid, que recebeu 46 pontos. O Round 1 do evento de Tulsa novamente contou com uma etapa da ABBI Classic, onde são trazidos touros jovens, de três e quatro anos. Os “adolescentes” derrubaram 29 dos 40 competidores, com destaque para Mickey Mouse, que recebeu a melhor nota da noite, 44.75 pontos e faturou sua primeira fivela. Entre os competidores também houve destaque entre os novatos. Dos quatro atletas que debutaram na BFTS em Tulsa este ano, Mason Lowe, de apenas 18 anos foi o grande destaque. Lowe estreou com o pé direito ao marcar 87 pontos em sua primeira montaria, que lhe rendeu a segunda melhor nota do Round e o direito de montar no Round Bônus, onde permaneceu sobre RMEF Gunpowder & Lead por 6,79 segundos. No sábado, mesmo caindo no Round 3, ele se classificou para o Short-Go, onde foi ousado e entre três animais que restavam no sorteio, escolheu Bushwacker. Mesmo sem nenhum sucesso em cima do touro Campeão do Mundo, Mason Lowe fez uma bela estréia ganhando quase US$ 9 mil. Os outros três estreantes, Josh Ehlers, Cody Johnson e Tanner Byrne não pararam em nenhum dos dois touros que montaram. O canadense Byrne apesar de não ir bem em sua estréia na elite da PBR registrou um feito, já que é irmão do Bullfighter Jesse Byrne e foi a primeira vez na história da PBR que um irmão salva-vidas e um competidor trabalham juntos no mesmo evento. Os dois são filhos de Ryan Byrne, primeiro salva-vidas canadense a trabalhar na National Finals Rodeo e que atualmente é juiz da PBR.

 

Col. Final – Tulsa / Oklahoma

1 – Kody Lostroh – 263,75 pontos

2 – Chase Outlaw – 178,00 pontos

3 – Ty Pozzobon – 171,25 pontos

4 – Valdiron de Oliveira – 168,00 pontos

5 – Ben Jones (Não montou na Final) – 88,25 pontos

6 – Marco Eguche – 88,00 pontos

7 – Justin Koon – 87,00 pontos

7 – Mason Lowe – 87,00 pontos

7 – Ryan Dirteater – 87,00 pontos

10 – Stormy Wing – 86,50 pontos

 

Ranking Parcial – 20 eventos

1 – Valdiron de Oliveira – 8.675,00 pontos

2 – LJ Jenkins – 7.715,50 pontos

3 – Silvano Alves – 7.520,00 pontos

4 – Guilherme Marchi – 6.237,50 pontos

5 – J.B. Mauney – 6.043,75 pontos

6 – Marco Eguche – 5.966,25 pontos

7 – Renato Nunes – 5.481,25 pontos

8 – Austin Meier – 5.427,75 pontos

9 – Fabiano Vieira – 5.050,75 pontos

10 – Luke Snyder – 4.226,75 pontos

Outros brasileiros

15 – Robson Palermo – 3.500,25 pontos (+1)

28 – Emílio Rezende – 1.653,25 pontos

36 – Rubens Barbosa – 802,25 pontos

39 – Elton Cide – 721,75 pontos

40 – Paulo Lima – 677,75 pontos

49 – Douglas Ferreira – 369,75 pontos

 

Fotos: PBR.com

 

Siga @Blog_ArenaBruta no Twitter

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 13 de agosto de 2012 por em PBR 2012.
%d blogueiros gostam disto: