ARENA BRUTA – Rodeio com mais conteúdo

O melhor conteúdo sobre o verdadeiro esporte do Cowboy

Chicken On a Chain – O Touro Celebridade

CHICKEN ON A CHAIN, ANIMAL DE 950 KG QUE JÁ PROPORCIONOU 19 NOTAS ACIMA DE 90 PONTOS E SE TORNOU UMA CELEBRIDADE NACIONAL DEVE FAZER SUA MONTARIA DE DESPEDIDA NO PRÓXIMO MÊS MAS DEIXARÁ REGISTRADO UMA DAS MAIORES CARREIRAS QUE OS FÃS DA PBR JÁ VIRAM

 

(por @Henrique_Bad) A Professional Bull Riders sempre teve como um dos seus objetivos principais tornar seus competidores verdadeiros astros dentro do esporte e assim conseqüentemente também aconteceu com os touros. Bodacious, Mossy Oak Mudslinger, Little Yellow Jacket, entre outros, sempre arrastaram uma legião de fãs pelas arenas americanas, mas nenhum deles conseguiu tanta fama como Chicken on a Chain. Grande, forte e com um par de chifres que impõe respeito de longe, o touro de 11 anos de idade teve sua aposentadoria anunciada no início deste ano por seu proprietário, Jeff Robinson.Pelas mãos de Robinson, o gigantesco animal se tornou o primeiro “touro celebridade” e seu sucesso foi além das arenas, conquistando respeito e admiração de pessoas que até então davam pouca importância para o esporte mais radical do planeta. O touro proporcionou notas acima de 90 pontos em 62% das vezes que foi montado por oito segundos e para seu proprietário esta foi a mais difícil decisão que já tomou em sua vida. Mas segundo ele, a partir de agora o peso da idade poderá influenciar no desempenho de “Chicken” e ele não quer que ele faça montarias comuns. Sendo assim, o touro em atividade que mais participou de eventos no principal Campeonato de Montaria em Touros do mundo a partir de setembro não voltará a entrar em um brete para ser montado novamente.

Chicken On a Chain em sua única apresentação na BFTS 2012, quando derrubou Kody Lostroh em Baltimore

O nome Chicken on a Chain, que em uma tradução literal para o português significa “Frango em uma Corrente” sempre despertou curiosidade, já que Robinson freqüentemente fecha contratos de patrocínios e dá nome de empresas a seus animais. Mas neste caso, a explicação dada pelo próprio tropeiro é mais engraçada e simples do que a maioria pensa. “Chicken” nasceu no estado da Geórgia em uma região onde as rinhas de galos são uma tradição. As aves usadas nas lutas são amarradas com uma corrente em uma das pernas e o touro quando ainda era jovem, capturou uma dessas aves que só foi encontrada quatro dias depois no celeiro da fazenda. O primeiro a acreditar no potencial dele foi o tropeiro Mike Tedesco, que desenvolve um grande programa de genética de pulo no estado da Flórida. Selvagem e totalmente inquieto quando colocado no brete, Chicken on a Chain não aparentava que pudesse se tornar um touro de rodeio, mas Tedesco continuou acreditando em seu potencial e antes mesmo de colocá-lo em uma arena profissional aceitou Jeff Robinson como parceiro em metade dos direitos do que o “projeto de touro” pudesse render no futuro. Robinson conta que nos primeiros eventos que o levou pensou em vendê-lo, pois era um touro regular dentro da arena e muito agressivo fora dela. Mas novamente o animal ganhou um voto de confiança e o tropeiro o levou durante nove meses para eventos do Touring Pro Division, a segunda divisão da PBR. Nos eventos menores, Chicken on a Chain fez 27 apresentações durante o ano, mas somente cinco competidores conseguiram obter nota, incluindo uma belíssima montaria de 94 pontos. Este desempenho e as 14 vezes que foi avaliado com mais de 45 dos possíveis 50 pontos, lhe garantiram uma convocação para sua primeira Final Mundial, de onde saiu invicto após três montarias. A partir daí, ele garantiu um lugar entre os grandes animais da elite da PBR e não parou mais de brilhar.

Chicken On a Chain sendo alimentado por Jeff Robinson

Os números da carreira de Chicken on a Chain são impressionantes. Ele fez 126 montarias nas duas divisões da PBR e foi montado com sucesso 31 vezes sendo que em 19 delas a nota foi superior a 90 pontos. Em 2007, das 19 montarias que fez, 12 foram em eventos da primeira divisão e apenas Justin McBride conseguiu permanecer os oito segundos, conquistando 93 pontos. Esse desempenho memorável deu a ele o título de Melhor Touro do ano e Melhor Touro da Final Mundial, sendo o primeiro animal a conquistar os dois títulos em uma mesma temporada. “Neste ano ele esteve em sua melhor fase em cada evento que participou,” declarou Jeff Robinson. Com o titulo mundial acrescentado ao seu currículo, em 2008 ele teve outra temporada excepcional e foi montado com sucesso em apenas quatro das 18 vezes que foi desafiado. O Campeão Mundial Renato Nunes marcou uma das maiores notas da história montando nele com 95.75 pontos em Saint Louis e no final do ano o brasileiro o domou novamente com outra grande nota, 91.25 pontos. Nas temporadas seguintes, Renato o desafiou mais quatro vezes, obtendo mais duas notas superiores a 90 pontos. Outro competidor que teve sucesso em seu lombo foi o americano Zack Brown, revelação de 2004 e que marcou seguidamente 92.50 pontos e 92 pontos sobre ele. Dos 97 eventos que participou desde sua estréia em agosto de 2005, “Chicken” ficou entre os cinco melhores animais 62 vezes, sendo que em 31 delas foi eleito o melhor touro. Outra marca impressionante em sua carreira é que dos 50 pontos em que o touro é avaliado, ele recebeu nota superior a 45 pontos em 79 vezes. Definitivamente não foi uma carreira em vão. Ele é atualmente um dos quatro touros que mais deu notas acima de 90 pontos na história da PBR, mas de todos os 10 primeiros desta lista ele é o que deu a maior de todas as notas, na já citada montaria de Renato Nunes em 2008.

Chicken On a Chain desfilando imponente

Mas não é apenas quando está demonstrando o poder e a beleza de seus pulos que Chicken on a Chain impressiona. Grande e imponente, ele é aplaudido de pé pela multidão todas as vezes que é apresentado em uma arena, sempre com um show de luzes e fumaça, que dão ainda mais brilho a sua entrada. Um verdadeiro atleta com incríveis 950kg, ele impressiona até ao lado dos dois principais animais da atualidade, Bushwacker, que tem 790kg e Asteroid com 635kg. Talvez este seja o fato que sempre chamou a atenção do público, como um animal deste tamanho pode dar saltos tão perfeitos com um competidor em cima. Hoje, além de Robinson e Tedesco, todo o lucro gerado por ele também é dividido com o famoso humorista da TV americana Larry the Cable Guy, que em 2007 comprou parte de seus direitos por uma quantia jamais revelada. Jeff Robinson é o sócio majoritário e diz que ainda se arrepia toda vez que ele entra na arena e fica apreensível com cada montaria, como se fosse a primeira. O tropeiro que tem um celeiro exclusivo em sua fazenda para ele, admite que não seria nada profissionalmente se não fosse “Chicken”. E de fato, o animal construiu sua carreira, pois antes de começar a levá-lo para os eventos ele tinha quatro ou cinco touros de elite, passando a 12 ou 15 logo depois e hoje tem a melhor boiada do mundo, capaz de fazer um evento do TOP 35 da PBR sozinho. “Será difícil ir até o pasto e saber que não vou mais embarcá-lo no caminhão”, declarou Jeff. Com contas populares em redes sociais e diversos produtos com seu nome, ele ainda tem o cachê mais caro do campeonato e só esteve em um evento este ano, onde derrubou o Campeão Mundial Kody Lostroh em fevereiro. No início de junho ele esteve em um evento do Touring Pro Division na Carolina do Norte e obteve 45 pontos ao derrotar seu desafiante com 2.00 segundos, terminando como o terceiro melhor touro da etapa. Sua despedida está programada para o dia 29 de setembro, durante a 26ª etapa da BFTS em Greensboro. Ele certamente será colocado no Short-Go (Final) do evento e fica a expectativa de quem será o último atleta a montá-lo. Mas depois que sair dos bretes com as quatro patas fora do chão pela última vez ele ainda vai comparecer a muitos eventos onde ficará em exposição para fotografias com os fãs. Para Robinson, este animal não é apenas mais um número no seu rebanho ou uma fonte de lucros. “É como se fosse da família”, acrescentou o tropeiro. “Tenho sorte em ter muitos touros candidatos a melhor do mundo, mas na minha mente, nenhum nunca vai ocupar o seu lugar.”

Fotos: PBR.com / Divulgação

Autor: Abner Henrique (Facebook: http://www.fb.com/HenriqueBad) (Twitter: http://www.Twitter.com/HenRiQue_Bad )

Esta matéria foi produzida especialmente para a Revista É Rodeio, Ed. 14 / Ano 2 (Junho / Julho 2012) que já está nas bancas de todo o Brasil. Para assinar, acesse www.revistaerodeio.com.br

5 comentários em “Chicken On a Chain – O Touro Celebridade

  1. paulo sergio
    1 de novembro de 2012

    eu fui o numero 1.000.000.00 A VISITAR ESTE SITE E? E TIHA GANHO UM APODE DISSE UMA MENSAGEN 64-9987-2092

    • @Henrique_Bad
      1 de novembro de 2012

      Prezado Paulo, estamos ainda muito longe de chegarmos a 1 milhão de visitas, infelizmente. Não fizemos nenhuma promoção nos últimos meses. Esta mensagem que você viu não foi enviada por nós. Bom fim de semana!

  2. vanio de rondonoplis mt
    2 de setembro de 2012

    esse touro e o maximo principalmente quando rento nunes monta ele

  3. renato santos mato grosso cidade de rondonopolis
    6 de agosto de 2012

    muito bom

  4. Ana Carolina
    4 de agosto de 2012

    Esse sim foi o boi e com certeza irá deixar saudades,a todos que os conheceram dentro das arenas,mais o bom de tudo é que ele está com sua aposentadoria garantida e seu serviço já se acabou,então que ele tenha uma boa aposentadoria…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 4 de agosto de 2012 por em PBR, Touros.
%d blogueiros gostam disto: