ARENA BRUTA – Rodeio com mais conteúdo

O melhor conteúdo sobre o verdadeiro esporte do Cowboy

CBR Bull 2012 – É hora da decisão

COMEÇA HOJE A FINAL DO CHAMPIONSHIP BULL RIDING, E O MAIS DEMOCRÁTICO DOS CAMPEONATOS MUNDIAIS COLOCA BRASILEIROS, MEXICANOS E AMERICANOS EM BUSCA DO TÍTULO E UM PRÊMIO DE US$ 100 MIL

 

(por @HenRiQue_Bad) Pela primeira vez dois brasileiros chegam a Final do Championship Bull Riding com chances reais de título. Luis Blanco, líder do Ranking e Robson Aragão, quarto colocado montam hoje e amanhã ao lado de americanos e mexicanos na etapa que irá decidir o Campeão do CBR 2012. A grande Final da temporada será realizada pela primeira vez na aena de Cheyenne, um dos mais importantes rodeios do mundo e premiará o Campeão com um cheque de US$ 100 mil, além de uma fivela e uma sela personalizada. O CBR é conhecido por revelar talentos e apesar de não ser tão conhecido como a PBR e a PRCA, mantém um campeonato muito bem organizado, e nomeia o melhor atleta de cada temporada como Campeão Mundial, apesar de muitos não reconhecerem este título.

 

A história dos brasileiros com o CBR já é antiga. Em 2004, quando o primeiro campeonato foi realizado com a vitória do então desconhecido Austin Meier, o brasileiro Allan Moraes terminou a temporada em terceiro lugar. Rogério Ferreira e Marcelo Souza Cruz também representaram o Brasil em algumas etapas e terminaram em 7° e 13° lugares respectivamente. Nos últimos anos fomos bem representados pelo Campeão Mundial da PBR, Edney Caminhas, que se classificou para três Finais do CBR consecutivas. Além de brasileiros e americanos, o CBR também sofreu nos últimos anos uma invasão mexicana, incluindo o título de Hugo Pedrero em 2009 e bons resultados de vários outros atletas do país.

 

Luis Blanco ao lado do mexicano Hugo Pedrero após ganhar uma Pick-Up 0km em Del Rio-TX

Esse ano o CBR sofreu grandes modificações, principalmente entre os competidores. Os cinco primeiros colocados são competidores novos no campeonato e apenas dois dos 10 primeiros do Ranking são considerados veteranos no CBR. O líder do Ranking, Luis Blanco, foi um dos melhores da divisão de acesso no ano passado, a Horizon Series e fez sua estréia na primeira divisão na primeira etapa desta temporada. Blanco não venceu nenhum evento, mas tem um alto índice de paradas e chegou a várias finais e chega a Cheyenne com uma pequena vantagem para o segundo colocado, porém é o grande favorito. Na etapa realizada no famoso evento George Paul Memorial em Del Rio no Texas, Luis Blanco venceu um desafio contra um dos melhores touros do campeonato e faturou uma pick-up avaliada em mais de US$ 100 mil. Para eternizar sua conquista no mais antigo evento de Montaria em Touros do Mundo, o brasileiro decidiu colocar o nome de seu filho que nasceu na semana passada de George Paul Blanco. O outro brasileiro presente nesta Final é o sergipano Robson Aragão, que também estreou no CBR este ano. O “homem-aranha” estreou em fevereiro e mantém o melhor índice de aproveitamento entre todos os finalistas. Também grande favorito ao título, Aragão tem no currículo 26 participações em eventos da principal divisão da PBR.

 

O segundo colocado no Ranking é Josh Barantine, único americano entre os cinco melhores. Nativo do estado da Louisianna, Barantine tem 27 anos, mas só estreou no CBR este ano e chegou a liderar o Ranking por algumas semanas. O competidor que foi destaque nas arenas colegiais na adolescência, ficou um tempo afastado das arenas depois que dois furacões destruíram tudo o que ele e sua família tinham. Este título seria uma grande redenção a um dos americanos de maior destaque na temporada, tanto no CBR quanto na PRCA.

 

Fechando a lista dos cinco principais favoritos ao titulo aparecem dois mexicanos, Gustavo Pedrero em terceiro e Hector Cardona em quinto lugar. Pedrero participou da Final Mundial da PBR em 2009 depois de ganhar a PBR México e este ano foi o competidor que passou mais semanas na liderança do CBR. Cardonajá competiu no Brasil e esteve na Final Mundial da PBR em 2011. Pelo CBR ele venceu a etapa de Lufkin no Texas em fevereiro e acumulou outros bons resultados.

Hector Cardona, grande revelação mexicana nas últimas temporadas

 

Os texanos Tyler Adrian e Trey Benton são outros dois novatos de destaque no TOP 10 do Ranking. Adrian é o sexto colocado e venceu sua etapa de estréia na divisão de acesso, ganhando um lugar entre os 40 melhores na divisão principal. Benton foi destaque em todas as categorias amadoras que passou desde que era criança e já em seu ano de estréia como profissional se mantém a mais de cinco meses entre os cinco melhores da PRCA, liderando a briga pelo título de Melhor Novato de 2012.

 

Os dois únicos considerados veteranos entre os 10 melhores são o “rastafári” Craig Jackson e o imbatível Ardie Maier, respectivamente em sétimo e décimo lugares. Jackson é conhecido como “Hip-Hop Cowboy” e devido a seu estilo totalmente original, com longas tranças, se tornou uma das figuras mais queridas nas arenas do CBR. Maier fará a Final do CBR pela sexta vez, tendo terminado duas temporadas entre os cinco melhores e também tem no currículo uma Final Mundial da PRCA em 2010. Ano passado, durante a etapa do CBR realizada em Cheyenne ele sofreu um grave acidente que o deixou hospitalizado por alguns dias e sem competir durante alguns meses, o que lhe custou a classificação para a National Finals Rodeo.

 

O líder do Ranking da PRCA também estará na Final do CBR. Cody Teel, grande destaque das arenas americanas em 2012, venceu um evento do CBR este ano e está em 13° no Ranking. J.W. Harris e Wesley Silcox apesar de não estarem entre os 40 rankeados, estarão na Final como convidados especiais por Tuff Hedeman. Os dois participam regularmente do campeonato mas este ano devido a lesões ficaram longe das primeiras posições e da briga pelo título.

Cody Teel, revelação e líder do Mundial da PRCA também é candidato ao Título do CBR 2012

 

Outro veterano de destaque nesta Final é Ronnie Kitchens, Campeão da Final da PBR e Melhor Novato em 1996. Kitchens surgiu como uma das grandes promessas da PBR mas depois de se destacar logo em sua primeira temporada ele acumulou uma série de lesões graves que o impediram de brilhar durante anos. Aos 36 anos de idade, Ronny Kitchens pode se gabar de já ter competido contra todos os grandes nomes da Montaria em Touros como Adriano Moraes, Tuff Hedeman, Troy Dunn, Jim Sharp, entre outros.

 

Fotos: CBR / Todd Brewer

 

Siga @Blog_ArenaBruta no Twitter

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 23 de julho de 2012 por em CBR Bulls.
%d blogueiros gostam disto: