ARENA BRUTA – Rodeio com mais conteúdo

O melhor conteúdo sobre o verdadeiro esporte do Cowboy

Ben Jones está de volta

DEPOIS DE DOIS MESES “O MAIS LOUCO DOS LOUCOS” ESTÁ DE VOLTA A ELITE DA MONTARIA EM TOUROS, MAS POR QUESTÃO DE ESTRATÉGIA A PARTICIPAÇÃO DE BEN JONES NA 15ª ETAPA DO MUNDIAL ESTA SEMANA AINDA É INCERTA

 

(por @HenRiQue_Bad) “É ruim, mas não é o fim do mundo. Se acontecer, vou entrar na camionete e viajar para alguns eventos da divisão de acesso e no corte seguinte eu estarei de volta.” Esta foi a resposta dada por Ben Jones quando estava em risco eminente de ser cortado da principal divisão da PBR por causa de seu mal desempenho no início da temporada. No dia seguinte a esta declaração, Jones teve a confirmação de que estava fora da elite da Montaria em Touros. Pouco mais de 70 dias depois ele está de volta. Sua nova chance veio após a vitória pelo Touring Pro Division em Evansville no estado de Indiana no sábado dia 14 e de acordo com o regulamento, o campeão de cada evento do TPD ganha direito de participar de uma etapa da Built Ford Tough Series, o Campeonato Mundial. Mas a participação do australiano no evento de Des Moines neste próximo fim de semana, apesar de ter sido anunciada hoje, ainda é incerta.

Jones em ação na arena

A explicação é que Jones está em 41° lugar na classificação do Mundial e para conseguir uma vaga oficial na principal divisão ele deve estar entre os 25 melhores, mas para isso deveria marcar no mínimo 1.093,75 pontos, o que é impossível em apenas um evento. Sendo assim ele poderia usar de estratégia recusando o convite e continuar competindo no TPD, tentando voltar a BFTS pelo total de dinheiro ganho. No dia 30 de abril será anunciado o terceiro corte da temporada onde cinco competidores que estão no TOP 35 darão lugar a cinco promovidos pelo Ranking de acesso. Esses cinco promovidos tem garantia de participação em cinco eventos, independente de seu desempenho neles e Ben Jones está atualmente em 29° lugar nesta corrida, mas deve-se considerar que pelo menos metade dos 28 homens que estão a sua frente ou estão lesionados, ou fora dos Estados Unidos ou já com vaga garantida na BFTS. Com isso, mais uns US$ 6 mil ganhos por ele nos quatro eventos que pode participar até o dia 30 lhe colocariam em uma destas cinco vagas. Mesmo se não atingir uma destas cincos vagas, a premiação ganha pode lhe colocar como Alternate (substituto) em algumas etapas, já que alguns competidores como Mike Lee e Chris Shivers estão lesionados. Mas se ele optar por montar na elite da PBR esta semana, alguns de seus concorrentes que estão tanto acima como abaixo dele no Ranking do TPD podem ganhar premiação e o deixar para trás. O americano Matt Bohon passou por este mesmo dilema no mês passado e optou por não competir em Glendale para enfrentar cara a cara no TPD seus principais concorrentes a uma das cinco vagas oferecidas. A estratégia deu certo e Bohon ganhou um lugar na BFTS como o primeiro dos cinco promovidos.

Jones em mais um número de sua famosa dança

O competidor, que completou 33 anos no mês passado, nas últimas temporadas se tornou um dos favoritos entre os fãs da PBR, tanto pela sua “desvairada” dança dentro da arena como pela simpatia fora dela. Natural de uma cidadezinha de pouco mais de 20 mil habitantes próximo a Sidney, ele estreou na elite da PBR em 1998. Foi exatamente o ano do único Título Mundial de seu pais, mas enquanto Troy Dunn era imbatível, o então garoto de 19 anos montou em apenas dois eventos e teve uma participação apagada na Final Mundial, terminando o ano em 48° lugar. Depois disso, Jones retornou para a Austrália e só reapareceu na principal divisão da PBR 10 anos mais tarde, montando em seis eventos em 2008 e 10 em 2009. No ano seguinte ele conseguiu participar de sua primeira temporada inteira e disputou sua terceira Final Mundial fechando o ano na 18ª colocação. A temporada passada foi certamente a mais marcante na carreira do atleta, que viveu tanto doces como amargos momentos. Em janeiro ele chegou a liderar o Mundial depois de bons resultados nos dois primeiros eventos e se manteve por várias semanas entre os 10 melhores do Ranking. Mas depois da segunda metade da temporada uma seqüência de acidentes que o fizeram sair desacordado da arena por três vezes e causaram desmaios posteriores impediram melhores resultados, mas mesmo assim ele terminou o ano na 14ª colocação. No fim do ano passado Ben Jones se casou, mas enquanto sua vida pessoal melhorou, a carreira do veterano saiu dos eixos e nas cinco etapas que montou no inicio desta temporada ele parou em apenas três dos 13 touros, o que ocasionou sua eliminação. Quando foi cortado da BFTS, Jones estava na 94ª posição do Touring Pro Division com pouco mais de US$ 1.900 acumulados. Depois disso ele competiu em 14 eventos nos Estados Unidos além de alguns pela PBR Canadá, e totaliza agora US$ 15.129 no Ranking de acesso. Quando deixou a elite da PBR, o competidor que teve uma vida marcada por más escolhas e desgostos pessoais declarou que não queria que sua carreira acabasse dessa maneira. Querido por companheiros das arenas e pelo público, Ben Jones enfrentou mais esta turbulência em sua vida com seu inseparável bom humor e com muita auto-estima: “É assim que os verdadeiros campeões são feitos, mostrando sua capacidade de dar a volta por cima,” finalizou ele.

Fotos: PBR.com

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 18 de abril de 2012 por em PBR.
%d blogueiros gostam disto: