ARENA BRUTA – Rodeio com mais conteúdo

O melhor conteúdo sobre o verdadeiro esporte do Cowboy

Houston Rodeo 2012

HOUSTON, A ARENA DOS SONHOS COMEMORA 80 ANOS DE HISTÓRIA E ALÉM DOS MEGA SHOWS, EXPOSIÇÕES E OUTRAS DIVERSAS ATIVIDADES PARA TODOS OS GOSTOS AINDA REALIZA O RODEIO COM A MAIOR PREMIAÇÃO DO MUNDO

 

(por @HenRiQue_Bad) O Houston Livestock Show and Rodeo tem tudo o que os grandes eventos agropecuários da América tem, mas lá, tudo é maior. O evento que começou no dia 28 de fevereiro teve atividades todos os dias até o dia 18 de março e foi ainda mais especial, pois comemorou 80 anos de história. Com atividades para toda a família, o evento foi realizado no Reliant Park, um gigantesco e moderno complexo esportivo e mais uma vez só aconteceu graças ao empenho de 26 mil voluntários, vindos de todos os cantos do mundo e que colaboram desde a limpeza até aos cargos mais importantes na administração. A maior cidade texana mais uma vez quebrou seus próprios recordes e nos 20 dias de festa recebeu um público pagante superior a 1,2 milhões de pessoas, chegando a 2,2 milhões com as atividades de entrada gratuita.

O Rodeio, como sempre, é um capítulo a parte e foi realizado dentro do Reliant Stadium, um dos mais famosos palcos do futebol americano. As mais de 70 mil pessoas que lotaram as arquibancadas durante as 20 noites de competições assistiram aos melhores competidores da atualidade em sete modalidades do Rodeio Completo, além de rodeio em carneiros e outras diversas competições amadoras. Os 40 convidados de cada modalidade foram divididos em cinco grupos (turmas), onde cada um se apresentou três vezes na fase classificatória, que aconteceu entre os dias 28 de fevereiro e 13 de março. Na fase classificatória as premiações eram diárias e os quatro melhores de cada grupo na soma de dinheiro ganho avançou para as semi-finais, que foram realizadas nos dias 14 e 15 de março. Nas semi-finais os classificados novamente foram divididos em duas turmas onde cada um se apresentou mais uma vez e os quatro melhores de cada dia garantiram vaga para os Rounds decisivos. No dia 16, houve a repescagem e os semi-finalistas que não conseguiram classificação para as Finais voltaram a arena em busca de mais duas vagas em cada modalidade. No sábado, os 10 classificados se apresentaram no Championship Round, onde finalmente foram definidos os quatro melhores que voltaram a arena para brigar pelo Título no Shootout Round. Até chegar aos quatro grandes finalistas o critério de classificação era exclusivamente o dinheiro ganho, mas no Shootout Round todos entraram em condições de igualdade e ficou com os US$ 50 mil oferecidos para cada Campeão quem marcou a melhor nota ou fez o melhor tempo na ultima apresentação. Os Campeões também ganharam uma fivela e uma sela personalizada. O Rodeo Houston deixou de contar para o Ranking da PRCA em 2008, justamente devido a premiação de US$ 50 mil oferecidos aos Campeões e que fazia que quem fosse Campeão abrisse uma ampla vantagem no Ranking sobre os demais, quase irreversível até a Final Mundial.

O BAREBACK contou com três Campeões Mundiais na grande decisão e quem levou a melhor foi Keycee Feild, Campeão Mundial de 2011. Feild ficou com a última vaga na semi-final que disputou, mas depois de uma belíssima apresentação no Championship Round foi para o Round decisivo onde levantou o público com uma montaria de 93 pontos. O competidor, que totalizou US$ 53.650 em seis montarias, declarou que a arena de Houston tem uma magia diferente e que a vibração das 70 mil pessoas na arquibancada é a melhor motivação que existe. O segundo colocado foi o Tetra-campeão Mundial Bobby Mote, que embolsou US$ 27 mil, seguido do Tri-Campeão Mundial Will Lowe e do Campeão Canadense Dusty LaValley. Outra vitória de recuperação aconteceu no LAÇO DO BEZERRO. O texano Adam Gray foi o terceiro dos quatro classificados para o Shootout Round, mas laçou com precisão e garantiu a maior vitória de sua carreira. Gray é formado em Engenharia Civil mas optou por seguir uma paixão de infância, o laço, onde já conquistou duas classificações para a Final Mundial da PRCA em cinco anos como profissional. Em segundo lugar ficou o veterano Matt Shiozawa, seguido de Hunter Herrin e da grande revelação da modalidade nos últimos anos, Cory Solomon.

Cody Graham e Monty Joe Petzka competiram no LAÇO EM DUPLA juntos pela primeira vez e logo de cara conquistaram o título de Campeão do Rodeo Houston 2012. O veterano Petzka compete profissionalmente desde 1980 e já disputou 14 vezes a National Finals Rodeo além de ter vitórias em grandes eventos como Salinas, Tucson e um vice-campeonato Mundial em 2001. Seu parceiro é profissional a pouco mais de seis anos e nunca havia sido Campeão em um grande evento. Os dois tinham convites para o evento mas estavam sem parceiros e resolveram competir juntos de última hora. Eles fizeram os dois melhores tempos da última noite em Houston e embolsaram um total de US$ 55.200 cada. A dupla segunda colocada foi formada pelo Bi-Campeão Mundial Matt Sherwood e Cory Petzka, sobrinho de Monty Joe. O Bi-Campeão Mundial Cody Wright é o grande nome da SELA AMERICANA nos últimos anos e um dos mais talentosos e vitoriosos de todos os tempos, mas neste ano, tudo parecia dar errado para ele na arena de Houston. Depois de se classificar para as semi-finais juntamente com seus três irmãos mais novos ele não conseguiu uma das oito vagas no Championship Round e teve que disputar o repescagem na noite de sexta-feira, onde conseguiu uma das duas vagas restantes. No sábado ele marcou apenas a terceira melhor nota e foi para o Round decisivo disputar o título com os premiados Rusty Allen e Cody DeMoss, além do jovem Brad Rudolf. Mas foi ai que a estrela de Wright brilhou novamente e ele fez a maior nota da história da modalidade nos 80 anos do Rodeo Houston, 91 pontos. Esta vitória, segundo ele, era um sonho alimentado a muitos anos e que agora se tornou realidade.

Dois antigos Campeões voltaram a vencer em Houston. Nos TRÊS TAMBORES a Bi-Campeã Mundial Lindsay Sears havia vencido a competição em 2008 e conquistou sua segunda vitória por apenas um décimo de segundo. A canadense fez uma corrida de 14.13 segundos em sua ultima apresentação superando Carlee Pierce que vinha liderando desde as semi-finais. Sears terminou o evento com US$ 59.900 e Pierce fechou em segundo lugar com US$ 27.200, seguida de Trulla Churchill e a Tri-Campeão Mundial Sherry Cervi. Outro Campeão de 2008 que voltou a vencer este ano foi Wade Sumpter, do Colorado que venceu no BULLDOGGING. O competidor de 31 anos também teve que buscar sua vaga para a decisão na repescagem, mas depois de marcar o segundo melhor tempo no Championship Round ele conquistou uma vaga entre os quatro que decidiram o título e com uma apresentação de 5.5 segundos se tornou Bi-Campeão em um dos eventos mais cobiçados do mundo. Sumpter já esteve em quatro Finais Mundiais, e em 2008, ano de sua primeira vitória em Houston ele quebrou o recorde de dinheiro ganho na modalidade durante a temporada regular (antes da Final Mundial), mas em Las Vegas teve uma lesão muscular logo no primeiro dia de competição e não pode brigar pelo Título Mundial. Na segunda colocação em Houston ficou Jake Rinehart, seguido de Ollin Hannun e Shawn Greenfield.

A MONTARIA EM TOUROS novamente encerrou todas as noites de competições e contou com feras como Shane Proctor, Wesley Silcox, Bobby Welsh, Steve Woolsey além das jovens revelações Cody Teel, Ty Pozzobon, entre outros. Mas a vitória ficou com o texano Victor “Beau” Schroeder que foi o único dos quatro finalistas a parar os oito segundos em seu touro. Beau, de 24 anos, ganhou apenas US$ 3.700 na fase classificatória mas mesmo assim foi a semi-final, de onde saiu vitorioso. Mesmo caindo no Championship Round ele foi para a decisão pelo dinheiro ganho nos dias anteriores e pode concretizar a promessa que havia feito a um amigo dias antes, de que iria ser Campeão. O competidor que já foi Campeão da Final Universitária mas pela PRCA ainda não teve grande destaque, embolsou US$ 56.200, quase 1/3 do que ele havia ganho em cinco anos como profissional. O segundo colocado foi o companheiro de viagem de Beau, o jovem Cody Teel atual líder do Ranking da PRCA logo em sua primeira temporada como profissional. Cody Rostockyj, que venceu o Round que antecedeu o Shootout  foi o terceiro colocado no evento, seguido de Trey Benton, ambos do Texas.

NORTH AMERICA’S CHAMPIONS

Pelo segundo ano consecutivo foi realizado no Reliant Stadium um desafio entre os Campeões dos maiores Rodeios da América do Norte, o Cinch Super Shootout Champions, que distribuiu US$ 200 mil em prêmios, o maior valor pago em apenas um dia no rodeio mundial. Os competidores e competidoras que venceram eventos como Calgary, Cheyenne, e San Antonio no ano passado entraram na arena no domingo dia 18 nas modalidades de Montaria em Touros, Sela Americana, Bareback e Três Tambores. Entre as mulheres a fivela e os US$ 25 mil de prêmios ficaram com Lindsay Sears, que encerrou o fim de semana com US$ 84 mil a mais em sua conta bancária. O Tri-Campeão Mundial Will Lowe ficou com o título pelo segundo ano no Bareback depois de superar concorrentes como Bobby Mote, Kaycee Feild e Clint Cannon. Na Sela Americana vitória do atual Campeão Mundial Taos Muncy, que representou o rodeio de Austin e disputou os US$ 25 mil com outros nove concorrentes. Na Montaria em Touros a vitória ficou com Bobby Welsh, Campeão do Rodeo Houston em 2011 e que superou nomes como o atual Campeão Mundial Shane Proctor.

Fotos: Rodeo Houston Media

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 26 de março de 2012 por em Internacional.
%d blogueiros gostam disto: