ARENA BRUTA – Rodeio com mais conteúdo

O melhor conteúdo sobre o verdadeiro esporte do Cowboy

National Finals Rodeo Bareback

Depois de uma temporada equilibrada e com constante troca de posições entre os lideres, em Las Vegas o Bareback se transformou na modalidade de um homem só. Aos 24 anos, Kaycee Feild viveu uma semana de sonhos e conquistou seu primeiro Título Mundial quebrando recordes que até então pertenciam a alguns dos principais nomes da modalidade

(por @HenRiQue_Bad) Keycee Feild ainda estava na barriga de sua mãe quando seu pai, Lewis Feild conquistou seu segundo e último Título Mundial de Bareback pela PRCA em 1986. De lá pra cá, o garoto deve ter olhado milhares de vezes para a Fivela de Campeão Mundial de seu pai, alimentando o sonho de ter a sua própria e esse sonho se tornou realidade no dia 09 de dezembro, durante o penúltimo Round da National Finals Rodeo. Sem medo de parecer arrogante, Kaycee declarou antes de começar o evento que sua intenção era chegar e dominar, ganhar tudo que fosse possível, e foi o que ele fez. Logo nas primeiras três noites de competição, ele já entrou para a história como o segundo competidor em 53 edições da WNFR a vencer os três primeiros Rounds no Bareback. Depois de ganhar US$ 53 mil em três montarias o competidor abriu mais de US$ 50 mil de vantagem sobre o segundo colocado no Ranking Mundial e liderava a somatória das Finais com 11 pontos na frente. Dai em diante o show não parou mais, e das 10 montarias que fez ele ficou sem premiação apenas no Round 4, sendo que sua pior colocação além disso foi o quarto lugar, no Round 9, exatamente quando ele garantiu o Título Mundial por antecipação.

Kaycee Feild sendo saudado pelo público

Feild garantiu a Fivela ao embolsar US$ 5 mil na noite de sexta-feira, dia 09, pois mesmo Will Lowe ganhando US$ 14 mil, ficava impossível alcança-lo matematicamente já que devia levar em consideração também a premiação ganha pela colocação Final no evento. Porém, o Título Mundial apesar de ser o mais importante, não era o único objetivo para Kaycee Feild e ele voltou na noite de sábado, durante o encerramento do evento para registrar seu nome em mais algumas páginas do livro de recordes da PRCA. Com uma montaria de 87 pontos em MGM Deuces Night (Carr Pro Rodeo’s), ele conquistou sua sexta vitória em 10 dias, quebrando o antigo recorde de maior número de Round’s ganhos na modalidade em um mesmo ano, que pertencia a Bobby Mote. O Campeão Mundial também estabeleceu o novo recorde de pontuação no evento, somando 860.50 pontos e se tornou o competidor que mais ganhou prêmios em uma mesma temporada no Bareback, US$ 319.986. Somente na WNFR 2011 ele faturou US$ 179.327, que lhe garantiu uma Pick-up Dodge Ram por ser o competidor que mais ganhou dinheiro nestas Finais e também lhe concedeu o recorde de maior premiação já ganha em Las Vegas em todos os tempos, competindo em uma única modalidade. Depois de 15 vitórias na temporada, Kaycee Feild encerrou de forma espetacular o ano, escrevendo seu nome na lista dos maiores “barebackeiros” de todos os tempos.

Feild recebendo a Fivela e a Sela pelo Título do evento

O Título de Kaycee Field tornou-se ainda mais importante devido ao nível de seus dois principais concorrentes. Will Lowe buscava entrar para o seleto grupo de Tetracampeões Mundiais com apenas 29 anos e depois de uma temporada admirável teve uma Final regular. Apesar de obter nota em todas as noites, ele terminou em terceiro lugar na somatória geral da WNFR e o dinheiro ganho nos quatro Rounds em que fez a segunda maior nota da noite não foi suficiente para estragar a festa do líder. Lowe não ficava entre os cinco melhores do Campeonato desde 2007, e neste ano terminou na segunda colocação com US$ 235 mil e cerca de US$ 84 mil de diferença para o Campeão. Bobby Mote havia levado para casa as duas últimas Fivelas de Campeão Mundial e este ano brigava para se tornar um dos três maiores Campeões da historia da PRCA, com cinco Títulos Mundiais. Apesar da lesão no pâncreas que o deixou sem competir desde agosto até o inicio das Finais, ele conseguiu fechar 2011 como o terceiro melhor competidor do Mundo. Mote ficou as quatro primeiras noites sem premiação mas depois embolsou seis cheques, incluindo o da vitória no Round 8 e terminou em segundo lugar na WNFR e terceiro no Mundial, com US$ 180 mil.

O Tetracampeão Mundial Bobby Mote

Casey Colletti foi outro grande destaque tanto das Finais como da temporada 2011. Campeão em Cheyenne este ano, Colletti montou em sua primeira Final Mundial e depois de ganhar um Round e ganhar prêmios em outros seis, ele terminou em quinto lugar na classificação Final da WNFR e no Ranking Mundial. Outro novato presente em Las Vegas foi Brian Bain, mas depois de uma semana apagada ele se machucou durante o sétimo Round e teve que abandonar a competição, caindo da quinta para a 13ª posição no Ranking Final da temporada.

Fotos: PRCA/Tom Donoghue

Siga @Blog_ArenaBruta // Curta Blog Arena Bruta

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 22 de dezembro de 2011 por em PRCA, WNFR 2011.
%d blogueiros gostam disto: