ARENA BRUTA – Rodeio com mais conteúdo

O melhor conteúdo sobre o verdadeiro esporte do Cowboy

PRCA Final Mundial

NATIONAL FINALS RODEO 2011 – LAS VEGAS/NV 01 a 11 de Dezembro (by @HenRiQue_Bad)

Muita gente poderia prever quem seriam os Campeões Mundiais, porém o que ninguém conseguiu imaginar antes da Final Mundial foi a forma espetacular e dramática com que esses títulos foram conquistados. Tudo isso, aliado a um show de profissionalismo e talento fizeram da edição 2011, a melhor Wrangler National Finals Rodeo de todos os tempos

(Confira a série de reportagens que contará em detalhes a Final em cada modalidade)

 

A 53ª edição da Wrangler National Finals Rodeo aconteceu entre os dias 01 e 10 de dezembro, reunindo somente os 15 melhores competidores de cada modalidade da PRCA (Professional Rodeo Cowboy Association). A competição de 10 dias em Las Vegas e os US$ 6 milhões distribuídos na arena do Thomas & Mack Center definirão os Campeões Mundiais de 2011. Diferente da temporada passada, onde todos os Campeões já tinham pelo menos uma Fivela de Ouro, este ano cinco competidores adicionaram seus nomes na galeria de Campeões da entidade.

Bareback (WNFR 2011)

Como já era de se esperar, Trevor Brazile mais uma vez foi o nome mais comentado e aguardado na arena de Las Vegas. O texano ganhou pela nona vez o Título de Melhor Cowboy Completo da temporada, dado ao competidor que mais ganhou prêmios em duas ou mais modalidades, estabelecendo um novo recorde na modalidade. O recorde era do próprio Brazile que havia conquistado seu oitavo Título ano passado. A Fivela deste ano veio ainda na tarde de domingo, dia 04, quando ele entrou na arena precisando de pouco mais de US$ 17 mil para garantir matematicamente o Título que teoricamente já era dele. A conta era simples, Trevor Brazile tinha ganho até aquele momento US$ 291 mil, e o único que poderia alcança-lo era Shane Proctor, que tinha acumulado até então US$ 153 mil a menos, montando em Touros e Sela Americana. A parada estava totalmente desfavorável para Proctor, pois ele só se classificou para a Final Mundial na Montaria em Touros e precisava ficar em primeiro lugar os sete Rounds seguintes, ganhar o bônus de Campeão da WNFR e torcer para uma série de fracasso do Cowboy mais premiado que já passou pela PRCA. Para completar, os prêmios ganhos por Proctor nas etapas do Xtreme Bulls (cerca de US$ 57 mil) não poderiam ser contados para o Ranking de Cowboy Completo.

Trevor Brazile comemorando seu 16° Título Mundial

Brazile, que estava classificado para a WNFR no Laço em Dupla e Laço do Bezerro, tinha consciência que se não fosse naquela hora, o título viria na noite seguinte ou no máximo nos próximos três Rounds. Ele abriu a noite garantindo US$ 14.135 com a segunda colocação no Team Roping ao lado de seu parceiro Patrick Smith. Ele foi para a disputa no Laço do Bezerro precisando de apenas o quinto prêmio da noite, para tirar todas as chances de Proctor, mas rompeu a barreira da largada antes do bezerro e foi penalizado, ficando sem cheque no Round. Mesmo assim, ele só não garantia o Título naquele dia se Shane Proctor fizesse a melhor nota da Montaria em Touros, mas o Bull Rider caiu do touro Turbo e ficou matematicamente impedido de estragar a festa do laçador. Este foi o 16º Título Mundial de Trevor Brazile, sendo três no Laço do Bezerro, três no Steer Roping, um no Laço em Dupla e nove como Cowboy Completo, o que o tornou o segundo maior colecionador de fivelas da PRCA, ao lado do lendário Jim Shoulders. Ele teve a chance de chegar a 18 Títulos ainda este ano e igualar a marca de Guy Allen, mas terminou em quinto lugar na categoria “cabeceiro” do Laço em Dupla e em 10º no Laço do Bezerro. Foi outra espetacular temporada do competidor de 35 anos, que ultrapassou os US$ 300 mil em prêmios pela sexta vez em um só ano, totalizando US$ 4.5 milhões em prêmios na PRCA.

 

Ano passado, Trevor Brazile anunciou que iria competir apenas por mais duas ou três temporadas e depois se dedicar a família, em seu rancho na cidade de Decatur, Texas. Em 2012 certamente ele irá buscar dois ou três fivelas para se tornar o maior vencedor da PRCA, mas depois que isso acontecer ele poderá abandonar as arenas. A grande dúvida é, quem será seu substituto? Uma coisa é certa, seu recorde de nove Títulos de Cowboy Completo deve durar pelo menos mais oito temporadas. Os únicos competidores em atividade, que já foram Campeões Mundiais do All-Around Cowboy são Cody Ohl (2001), Fred Whitfield (1999), ambos com quase 40 anos de idade e Ryan Jarret, único a desbancar Brazile nos últimos 10 anos, mas que desde seu Título em 2005, não representa mais nenhum perigo. Bobby Mote (Bareback e Team Roping) e Steve Dent (Bareback e Sela Americana) são os dois principais nomes da lista de possíveis Campeões quando Brazile pendurar seu laço.

Da esq. p/ a dir.: Shane Proctor, Lindsay Sears, Tuf Cooper, Taos Muncy, Trevor Brazile, Turtle Powell, Jhett Johnson, Luke Branquinho e Kaycee Feild

Os outros Campeões Mundiais de 2011 foram Kaycee Feild no Bareback; Tuf Cooper no Laço do Bezerro; Shane Proctor na Montaria em Touros; Turtle Powell e Jhett Johson no Laço em Dupla; Lindsay Sears e Taos Muncy que conquistaram o Bi-Campeonato nos Três Tambores e Sela Americana, respectivamente e Luke Branquinho, Tri-Campeão em Bulldogging. Confira aqui no Arena Bruta uma série de reportagens que vai contar em detalhes como foi o Título de cada modalidade este ano.

Fotos: PRCA/Tom Donoghue

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 17 de dezembro de 2011 por em WNFR 2011.
%d blogueiros gostam disto: