ARENA BRUTA – Rodeio com mais conteúdo

O melhor conteúdo sobre o verdadeiro esporte do Cowboy

Finalistas PRCA 2011 – Parte 2

Finalistas da PRCA – Wrangler National Finals Rodeo / Parte 2 (by @HenRiQue_Bad)

J.W. Harris, Bobby Mote, Cody Wright, Shane Proctor, Will Lowe e Wesley Silcox serão os principais nomes da edição 2011 da Wrangler National Finals Rodeo, mas há um time de novatos que promete tornar o evento um dos mais disputados de todos os tempos. Dos 45 classificados nas três modalidades de Montarias, 12 estarão na Final Mundial pela primeira vez e oito já foram Campeões Mundiais, totalizando 16 Fivelas de Ouro.

 

SELA AMERICANA – Saddle Bronc

A Modalidade mais clássica das Montarias será também a que reunirá o maior número de Campeões Mundiais. Dos quatro competidores com Título na PRCA, Cody Wright é o mais experiente e o mais vitorioso, tendo conquistado a Fivela de Ouro duas vezes nos últimos três anos. Campeão em 2008 e 2010, Wright chega a WNFR pela nona vez no ano em que foi eleito como um dos mais populares atletas de seu estado natal, Utah, ao lado dos principais nomes dos esportes de neve. Aos 34 anos ele liderou boa parte da temporada chegando a incrível marca de 21 vitórias em 2011, mas perdeu a liderança na última semana da Temporada Regular e se classificou em segundo lugar com US$ 147.940. O líder da modalidade, com apenas US$ 7.5 mil a frente de Wright, é Taos Muncy, Campeão Mundial de 2007. Famoso por seu estilo “impecável” de esporear, Muncy entrou para a história da PRCA com 20 anos, ao se tornar o terceiro competidor a vencer o Campeonato Mundial e o Circuito Universitário no mesmo ano. Depois de três anos lutando contra contusões e longe das primeiras posições do Ranking, em 2011 ele voltou com tudo, sendo Campeão em 14 eventos, além do Título Nacional de Sela Americana no Canadá e chega á Final Mundial em primeiro lugar com US$ 155.443 ganhos na temporada. Jesse Kruse foi Campeão Mundial logo na primeira vez que se classificou para a WNFR em 2009, mas em 2010 passou longe da briga pelo Bi-Campeonato Mundial, terminando na 10ª posição. Este ano ele venceu cinco eventos e ficou com a última das 15 vagas para Las Vegas, com cerca de US$ 110 mil de diferença para o líder. O outro Campeão Mundial presente é Chad Ferley, dono da Fivela de 2006. Aos 31 anos ele competirá pela quinta vez na Final Mundial apesar de ter sido Campeão em apenas um evento este ano e acumulado US$ 54 mil em prêmios.

Taos Muncy em entrevista nas Finais do Wrangler Tour 2011

Tyler Corrington,  Jacobs Crawley, Ty Atchison e Chuck Smith são os quatro novatos na lista de classificados na Sela Americana. Melhor Novato da PRCA em 2006, Corrington ficou as quatro temporadas seguintes longe da classificação para a WNFR. Este ano, depois de quatro vitórias, incluindo o consagrado evento de Tucson (La Fiesta de los Vaqueros), ele se classificou na 11ª posição, com US$ 54.544 acumulados. O texano Jacobs Crawley compete profissionalmente desde 2007, mas nunca havia ficado abaixo da 28ª colocação. Nesta temporada ele foi Campeão em sete eventos, incluindo o de Clovis, um dos mais tradicionais da California e terminou a Temporada Regular em 10° lugar. Ty Atchison de 26 anos, venceu quatro eventos nesta temporada e Chuck Smith, Campeão Universitário de 2008 e que teve três vitórias este ano completam a lista do competidores de Sela Americana que competirão pela primeira vez em Las Vegas.
Um dos principais favoritos ao Título deste ano certamente é Jesse Wright, um dos três irmãos de Cody Wright que compete na modalidade. Ano passado, Jesse terminou a Temporada Regular na 16ª posição, mas foi para sua primeira Final Mundial substituindo Rod Hay, que não pode competir devido a uma lesão. Depois de ganhar prêmios em oito dos 10 Rounds, ele fechou a Temporada como o quinto Melhor Cowboy do Mundo e se esse ano repetir o mesmo desempenho será a grande “pedra na bota” seu irmão mais velho e Taos Muncy. O Cowboy Completo Jesse Bail é um dos nomes mais conhecidos das arenas americanas e já esteve competindo em Las Vegas seis vezes na Montaria em Touros e outras cinco na Sela Americana. Nesta temporada, o competidor de 31 anos se dedicou somente a Sela Americana e depois de cinco vitórias, incluindo o cobiçado Cheyenne Frontier Days ele se classificou na sétima colocação com US$ 76 mil em prêmios. Outro grande nome na lista dos classificados é o “bigodudo” Cody DeMoss, que fará sua oitava Final Mundial. Cody venceu pelo menos um Round em cada WNFR que participou e já foi Campeão em eventos como Houston, Denver, Cheyenne, Reno e Fort Worth, além de ter sido quatro vezes Vice-Campeão Mundial (2004-2006, 2009). Heith é o irmão caçula de Cody DeMoss, e irá competir pela quarta vez em Las Vegas. Este ano ele venceu 11 eventos, incluindo Denver e pela segunda vez em três anos o San Antonio Rodeo e terminou a Temporada Regular em oitavo lugar com US$ 68 mil. Wade Sundell perdeu o Título Mundial de 2010 na última montaria, e este ano novamente entrou na briga pelo Título se classificando na terceira colocação com US$ 113 mil ganhos. O competidor de 26 anos competirá pela terceira vez na WNFR e nesta temporada foi Campeão em Salinas e na grande Final do Wrangler Tour, além de outras 11 vitórias em eventos menores. O texano Bradley Harter também é outra fera que estará competindo na Sela Americana. Classificado pela sexta vez para a Final Mundial, Harter já foi terceiro colocado no Mundial de 2008 e tem mais de US$ 800 mil ganhos em nove temporadas como profissional. Completa a lista dos 15 Finalistas o australiano Sam Spreadborough. Único estrangeiro na Final deste ano além da canadense Lindsay Sears, ele compete na PRCA desde 2003 quando ganhou o Título de Melhor Novato da Temporada, mas só conseguiu se classificar para a WNFR na última temporada, ficando em 15° lugar na Classificação Final. Este ano ele venceu seis eventos e acumulou US$ 45 mil em prêmios, ficando com a 14ª posição na Temporada Regular.


 

O Tri-Campeão Mundial Will Lowe

BAREBACK

Apenas dois Campeões Mundiais de Bareback estarão presentes na Final deste ano, mas Bobby Mote e Will Lowe juntos somam sete Fivelas de Ouro. Mote ganhou os últimos dois Mundiais e com as vitórias em 2002 e 2007 é um dos recordistas de Título na modalidade. Aos 35 anos, ele pode igualar a marca Joe Alexander e Bruce Ford, únicos Penta-Campeões Mundiais da modalidade, mas o competidor do Oregon não teve temporada muito agradável. No início do ano ele ficou 40 dias afastado das arenas devido a uma cirurgia no quadril. Em agosto, totalmente recuperado e quando já estava na briga pelas primeiras posições do Ranking, Mote quebrou algumas costelas e teve o pâncreas dilacerado ao se chocar contra os bretes após ser jogado fora do cavalo que desafiava. Nesta semana o Tetra-Campeão postou em sua página no Facebook e em seu Blog Oficial que esta foi a primeira vez em sua carreira que ele ficou três meses seguidos sem montar mas que já está pronto para a Final Mundial. Ele declarou que nas últimas duas vezes que competiu em Las Vegas ele estava no máximo com 70% de sua capacidade física e mesmo assim foi Campeão Mundial e completou dizendo que dos últimos anos esta é a vez que competirá na WNFR sentindo menos dor. Bobby Mote é o nono no Ranking atual, com US$ 66 mil de diferença para o líder e já nos primeiros Rounds pode ultrapassar a marca de US$ 2 milhões na carreira, feito que apenas outros 17 atletas da PRCA conseguiram.

O texano Will Lowe é um dos mais espetaculares competidores da modalidade de todos os tempos. Logo na sua temporada de estreia, ele foi para a Final Mundial e terminou o Campeonato em terceiro lugar. Seu primeiro Título veio no ano seguinte, quando também estabeleceu o novo recorde de maior premiação ganha durante uma mesma temporada, tudo isso aos 20 anos, enquanto seus principais concorrentes tinham 28, 30 anos. Uma reportagem da PRCA na época destacou que Lowe ganhou seu primeiro Mundial mesmo antes de poder comprar uma cerveja ou poder jogar num Cassino de Las Vegas. Seus outros Títulos vieram em 2005 e 2006, em mais duas temporadas incríveis. Este ano o competidor venceu 12 eventos e esteve na liderança do Ranking boa parte do Campeonato, e chega para sua 10ª Final Mundial na segunda colocação, com pouco mais de US$ 3 mil atrás do líder.

Keycee Field em entrevista durante a Final do Wrangler Tour 2011

Kaycee Field fechou a Temporada Regular como líder e vai para a Final Mundial com US$ 140 mil em prêmios. Com 15 vitórias e a maior nota da temporada, 93 pontos, Feild se alternou várias vezes na liderança com Will Lowe e Tilden Hooper. Filho de Lewis Field, Bi-Campeão Mundial da modalidade em 1985-86, ele compete desde 2007 e chega a sua quarta WNFR como um dos favoritos ao Título. Tilden Hooper também esteve algumas vezes na liderança do Ranking este ano, mas terminou em sexto lugar depois de ficar afastado das arenas algumas semanas devido a uma lesão na coluna. Hooper, que ganhou US$ 83 mil nesta temporada é um dos três competidores que detém o recorde de maior nota do Bareback na história da PRCA, 94 pontos, obtidos em 2010 durante um evento no Novo México sobre o Cavalo Big Tex. Outro competidor que brigou contra lesões este ano foi o veterano Clint Cannon. Campeão em Calgary este ano, Cannon está desde agosto em recuperação de uma lesão na virilha e fechou a Temporada Regular em 14º lugar, mas está confirmado para competir em sua terceira Final Mundial.

Entre as estrelas do Bareback também aperece Steven Dent, do estado de Nebrasca. O competidor de 26 anos fez uma excelente temporada acumulando US$ 99 mil na modalidade e depois de fechar a Temporada Regular em terceiro lugar volta para sua quarta Final Mundial. Ryan Gray chegou na WNFR 2010 como líder absoluto do Ranking, mas depois de uma queda no Round 2 sofreu uma grave lesão no fígado provocada pela pata do animal, ficando sem o Título Mundial e impossibilitado de competir por quatro meses. Bacharel em Administração Rural por uma Faculdade texana, o competidor já soma 74 Fivelas de Campeão em sua carreira profissional e chega como quarto colocado do Ranking para sua sétima Final Mundial. Apesar de ser o mais jovem dos “barebackeiros” nesta Final Mundial, Steven Peebles já é considerado um dos grandes nomes da modalidade. O californiano de 22 anos que atualmente mora no Oregon, se profissionalizou na PRCA em 2009, quando ganhou o Título de Melhor Novato do Ano e desde então esteve presente em todas as National Finals Rodeo. Este ano ele venceu oito eventos, se classificando na sétima posição com US$ 79 mil e tenta pela primeira vez encerrar a temporada entre os 10 melhores do mundo. Também do estado do Oregon vem um dos competidores mais experientes desta Final, Jason Havens. Aos 34 anos, Havens compete desde 2007, mas só se classificou para Las Vegas outras quatro vezes antes deste ano. Campeão em grandes eventos como Cody-WY, Clovis-CA, Oakdale-Ca em temporadas anteriores, em 2011 ele conquistou sete vitórias, incluindo um empate na primeira posição das Finais do Wrangler Tour, que o colocou na oitava colocação do Ranking com US$ 78 mil. Matt Bright teve uma lesão na coluna durante a WNFR do ano passado e depois de sete Títulos em 2011 retorna pela segunda vez a Las Vegas. Completam a lista de nomes conhecidos no Bareback o texano Wes Steverson, que fará sua sétima Final Mundial, o Cowboy Completo Cody DeMers, que não ficava entre os 15 melhores do mundo desde 2005 e Royce Ford, filho do recordista de Títulos da modalidade, Bruce Ford e que ultrapassou a marca de US$ 1 milhão em prêmios nesta temporada.

Apenas dois dos 15 classificados são novatos. Casey Colletti, é profissional desde 2006, mas ganhou notoriedade este ano ao ser Campeão no disputadíssimo Cheyenne Frontier Days, deixando para trás 71 concorrentes. Na mesma semana em que ganhou o Título do maior evento de Wyoming, Colletti ganhou premiações nas outras quatro cidades em que esteve, saindo da 38ª colocação para o TOP 15 do Ranking, posição que não deixou mais desde então. Mas o novato que mais surpreendeu este ano foi Brian Bain, Campeão do Columbia River, Circuito regional da PRCA nos estados de Washington, Oregon e Idaho. Aos 29 anos, Bain ganhou mais dólares nesta temporada do que em todas as outras cinco que havia disputado antes. Foram seis vitórias e premiações em dezenas de outros eventos, principalmente no último mês da Temporada Regular, que o colocaram na surpreendente quinta posição do Ranking, com US$ 90 mil em prêmios.

 

Shane Proctor com o Troféu do Calgary Stampede

MONTARIA EM TOUROS – Bull Riding

“Do paraíso ao inferno”, assim pode ser definida a Temporada de Shane Proctor. O competidor de 26 anos assumiu a liderança do Ranking na última semana de janeiro e de lá pra cá foi abrindo uma larga vantagem em relação aos concorrentes. Mas em setembro, uma lesão na virilha começou a atrapalhar os planos de Proctor, que teve que ficar afastado por quase 20 dias. Os médicos diziam que ele estaria perto de 100% na Final da PBR, em outubro mas mesmo ele só teve condições de montar dois Rounds do evento e desde então está em tratamento intensivo para chegar na WNFR o mais “inteiro” possível, afinal serão 10 dias seguidos de competição e 14 concorrentes com chances reais de alcança-lo a qualquer momento. Antes da lesão, Shane Proctor viveu nove meses de extremo domínio. Se dividindo entre os eventos da PRCA e PBR ele chegou a montar em oito touros por semana, o que lhe deu um total de mais de 150 montarias depois de milhares de quilômetros nos quatro cantos do país e no Canadá. Desde que se filiou na PRCA, ele só participava de pequenos eventos. Em 2010 ele buscou pela primeira vez a classificação para a Final Mundial, mas terminou na 23ª colocação. Este ano, ele decidiu que estaria na WNFR, e mesmo sendo um dos TOP da PBR se esforçou para competir no máximo de evento possível e alcançar seu objetivo. A liderança veio logo no inicio da temporada com a vitória no respeitado Rodeio de Denver no Colorado, e dai em diante ele não parou mais. Pela PRCA foi Campeão em Reno, Clovis-CA, Cody-WY, Cheyenne e em outros nove eventos além de duas vitórias no Xtreme Bulls, Campeonato que reúne só os melhores competidores da Montaria em Touros da entidade e que ele também foi o grande Campeão de 2011. Além disso, ele foi o grande Campeão de Calgary, o maior Rodeio do Canadá e venceu a etapa de San Antonio, na principal divisão da PBR. Apesar de não competir nos últimos eventos da Temporada Regular ele manteve US$ 40 mil de vantagem para o Tri-Campeão Mundial J.W. Harris e chega a Las Vegas com um total de US$ 171.758 em prêmios.

Dono dos três últimos Títulos Mundiais, o incomparável J.W. Harris novamente entra na briga pela Fivela de Ouro. A segunda colocação e a diferença para o líder não chega a assustar o texano, já que seus últimos dois Títulos foram conquistados de maneira suada. Em 2009, ele quebrou a mão durante o segundo Round das Finais e teve que esperar até o último dia de competição para comemorar a vitória. Ano passado ele se classificou na oitava colocação, mas já no terceiro dia liderava o Ranking, e conquistou o primeiro Tri-Campeonato consecutivo em 20 anos por antecipação. Este ano ele chegou a liderar, mas viu Proctor ultrapassa-lo depois de uma pequena má fase. Depois disso, ele usou toda sua experiência como maior Campeão da PRCA em atividade e ficou longe da briga direta contra seus principais concorrentes. Diversas vezes durante o ano, ele deixou de competir em um grande evento, onde estavam os melhores do Ranking para ir a eventos menores, onde apesar da premiação ser baixa, estava praticamente garantida já que havia poucos concorrentes no seu nível. Esta estratégia deu certo e o colocou a pouco mais de US$ 40 mil de diferença para o líder, valores esses que ele pode alcançar logo nos primeiros Rounds se Shane Proctor não se cuidar.

O outro único Campeão Mundial da Montaria em Touros presente em Las Vegas este ano será Wesley Silcox. O Campeão de 2007 esteve perto do Bi-Campeonato ano passado mas chegou a Final lesionado e não pode competir de igual pra igual com Harris, ficando com a segunda colocação no Mundial. Nos primeiros seis meses deste ano, Silcox esteve sumido, se recuperando de lesões e competindo em poucos eventos. Em junho, depois de duas vitórias seguidas no Xtreme Bulls e outras boas premiações ele subiu 28 posições no Ranking em menos de 10 dias e mostrou a todos que estava de volta e pronto pra brigar pelo Título da temporada. Nos três meses seguintes, o Campeão ganhou US$ 73 mil e encerrou a Temporada Regular em terceiro lugar com US$ 101 mil no total. Na quarta colocação do Ranking aparece Jacob O’Mara, o mais jovem competidor da WNFR em todas as modalidades. O competidor que completou 20 anos em agosto, foi o segundo Melhor Novato da temporada passada, quando ficou em 38° lugar na classificação do Mundial. Este ano, ele teve seis vitórias, sendo quatro em grandes eventos: Stephenville-TX, Waco-TX, Dodge City-KS e Tucson-AZ. Classificado para sua primeira Final Mundial, O’Mara ganhou US$ 94 mil na temporada e é um dos grandes favoritos ao Título. Completando a lista dos cinco primeiros colocados está o texano Clayton Foltyn que competiu em sua primeira Final Mundial em 2005 e desde então não havia conseguido mais ter uma boa temporada. O competidor de 26 anos teve apenas três vitórias este ano, mas manteve a regularidade ganhando cheques em mais de 40 eventos.

Steve Woolsey

O outro único classificado que já ultrapassou a marca de US$ 1 milhão pela PRCA além de Harris e Silcox é Bobby Welsh, que se classificou para todas as Finais Mundiais desde 2005. O competidor de 27 anos terminou a Temporada Regular na nona colocação com US$ 73 mil depois de sete vitórias e o Título do Mountain States Circuit 2011. Com mais de US$ 1.1 milhão em prêmios na carreira, Welsh foi Campeão este ano no Houston Rodeo, Maior Rodeio Coberto do Mundo, mas que deixou de fazer parte do Circuito da PRCA. Steve Woolsey venceu apenas três eventos na Montaria em Touros este ano, mas chega a Las Vegas com o recorde de maior nota da temporada, 95 pontos sobre o touro Big Iron. Em 2005, seu primeiro ano como profissional, Woolsey foi vice-campeão Mundial e o Novato que mais ganhou dinheiro em todas as modalidades. Outro grande nome presente entre os Finalistas é Cody Whitney, que aos 30 anos será o mais velho dos competidores em Touros. Whitney teve uma carreira de destaque na PBR e desde 2009 quando decidiu se dedicar somente a PRCA não ficou fora de nenhuma Final Mundial. Este ano apesar de ter vencido apenas quatro eventos, sendo duas etapas do Xtreme Bulls, ele chegou a estar em terceiro lugar no Ranking, mas fechou a temporada em sétimo lugar com US$ 76 mil. Seth Glause, Clayton Savage e Tate Straton também são outros três competidores de destaque nos eventos da PRCA. Glause tem 23 anos e das outras duas vezes que se classificou para a Final Mundial terminou a temporada em 15° lugar. Savage fará sua segunda National Finals Rodeo depois de uma temporada com nove vitórias incluindo Fort Worth-TX. Em 2009, a primeira e única vez que competiu em Las Vegas, ele parou em apenas dois touros e terminou o Mundial em oitavo lugar. Straton ficou com a ultima das 15 vagas depois de excelentes resultados na semana decisiva. O competidor de 26 anos já competiu na WNFR em 2009, quando terminou o Mundial em nono lugar.

Além de Shane Proctor e Jacob O’Mara, outros quatro competidores estarão competindo pela primeira vez na WNFR. O mais famoso e premiado deles é LJ Jenkins, Campeão da Final Mundial da PBR em 2006. Larry Jr. já ganhou mais de US$ 1.2 milhões na principal divisão da PBR e pela PRCA, como não participava de muitos eventos, seu melhor resultado havia sido a 76ª colocação em 2008. Este ano, mesmo estando entre os 10 melhores da PBR, ele conseguiu conciliar os dois Campeonatos e depois de cinco vitórias e US$ 67 mil em prêmios, se classificou pela primeira vez para a National Finals Rodeo em 14° lugar. O texano Chandler Bownds foi o primeiro Novato do Ano a se classificar para as Finais desde 2008. O competidor conseguiu o Cartão Profissional da PRCA em fevereiro deste ano após vencer o evento de Los Fresnos-TX, cartão este que só é dado quando o atleta ultrapassa os US$ 10 mil em prêmios. Bownds teve uma brilhante temporada e tem sido cogitado como uma das maiores revelações da PRCA nos últimos anos. Foram seis vitórias e 40% de aproveitamento nas montarias – números expressivos para um estreante, que lhe renderam US$ 71 mil e a 10ª posição no Ranking. Trevor Kastner se manteve por mais de seis meses entre os 10 melhores do Ranking e fechou a Temporada Regular em sexto lugar com US$ 84 mil. Filiado a PRCA desde 2008, ele lutou contra seguidas contusões e somente no ano passado conseguiu disputar uma tempora inteira terminando na 37ª posição. Melhor Novato de 2009, quando ficou em 19° lugar no Campeonato, Tyler Willis conseguiu sua primeira classificação para Las Vegas depois de cinco vitórias. O competidor de 21 anos que dividiu com Bobby Welsho Título do Mountain Circuit este ano já ganhou US$ 175 mil em três temporadas.

Blog ARENA BRUTA

 

 

 

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 30 de novembro de 2011 por em Cowboys, PRCA.
%d blogueiros gostam disto: