ARENA BRUTA – Rodeio com mais conteúdo

O melhor conteúdo sobre o verdadeiro esporte do Cowboy

Finalistas PRCA 2011 – Parte 1

Finalistas da PRCA – Wrangler National Finals Rodeo / Parte 1 (by @HenRiQue_Bad)

 

Sydni Blanchard

Trevor Brazile, Brittany Pozzi, Luke Branquinho, Sherry Cervi e Tuf Cooper são algumas das feras que estarão em Las Vegas apartir deste fim de semana para a grande Final Mundial da PRCA – Wrangler National Finals Rodeo 2011. Foram mais de 800 eventos durante o ano, onde ficaram definidos os 15 melhores de cada uma das modalidades cronometradas: Laço do Bezerro, Laço em Dupla nas categorias Cabeceiro e Pezeiro, Bullgogging e Três Tambores.

 

TRÊS TAMBORES – Barrel Racing

A modalidade exclusiva das mulheres, que é realizada em parceria com a WPRA – Woman Professional Rodeo Association, mais uma vez levará grandes estrelas para Las Vegas, mas a competidora que mais brilhou na temporada ficará de fora da Final Mundial. A bela Sydni Blanchard ficou três meses sem competir devido a uma lesão e quando retornou as arenas foi espetacular, subindo mais de 50 posições em dois meses. Apesar do show que deu por onde passou, Blanchard não foi bem na última semana da temporada regular e perdeu a vaga por US$ 2.500, tendo disputado metade do número de eventos que a 15ª colocada disputou. A cowgirl do Novo México foi Campeã Universitária em 2010, quando também participou da WNFR pela primeira vez. Este ano ela entrou para a história ao ser a primeira competidora a vencer todos os rounds do disputadíssimo Calgary Stampede, e se tivesse competido no mesmo número de eventos das 15 finalistas, certamente ela seria uma das principais candidatas ao Título Mundial deste ano.

Pela terceira vez na carreira Brittany Pozzi chega a Las Vegas como a número 1 do mundo. Depois de um 2010 apagado, a texana teve uma temporada excepcional e lidera desde janeiro. Campeão Mundial em 2007 e 2009, Brittany venceu 12 eventos este ano e é a principal favorita a fivela de Campeã da temporada, depois de já ter acumulado US$ 115 mil. A outra única competidora que ultrapassou os US$ 100 mil este ano foi a canadense Lindsay Sears, que fechou a temporada regular em segundo lugar e tem um histórico que não deixará a líder tranquila. “Linz” é a única competidora que ficou entre as três melhores do mundo em todas as temporadas desde 2007, incluindo o Título Mundial em 2008, quando quebrou o recorde de maior premiação ganha na modalidade em um mesmo ano, além de dois vice-campeonatos. Na terceira colocação com US$ 90 mil ganhos nesta temporada está a veterana Sherry Cervi. Dona de três Mundiais, incluindo o de 2010, a texana é uma das três maiores competidoras da história da modalidade e chega para sua 14ª Final Mundial como uma das favoritas ao título.

A Musa Brittany Fleck

Entre as outras 12 finalistas nenhuma tem Título Mundial, mas todas vem credenciadas como candidatas a Fivela de Campeã. Brenda Mays, de 43 anos chega a sua 5ª Final Mundial com grandes chances de vitória depois de fechar o Ranking na quarta colocação. Outras duas veteranas com chances reais de título são Lisa Lockhart de 46 anos, que terminou a temporada regular em sexto lugar e Sue Smith, que terminou em sétimo lugar e aos 56 anos é a mais experiente que entrará na arena de Las Vegas. Com 26 anos, Christina Richman é a mais jovem das finalistas. Campeão em sete dos 10 mais importantes eventos da California este ano, incluindo Salinas e Red Bluff, Chris se classificou em 13º lugar para sua segunda Final Mundial. Entre as quatro competidoras que vão para a WNFR pela primeira vez, destaque para Carlee Pierce, que compete profissionalmente a apenas três anos. Carlee foi finalista em mais de 30 eventos nesta temporada e se classificou na quinta colocação com US$ 85 mil em prêmios. Jody Sheffield também tem uma curta carreira profissional e vai pra sua primeira Final Mundial apesar de ter vencido apenas um evento em 2011. A cowgirl de 29 anos também foi Campeã no Houston Rodeo no mês de março, mas o maior Rodeio Indoor do Mundo nesta temporada não valeu pontos para o Ranking Mundial. Jane Melby é outra que competirá pela primeira vez em Las Vegas depois de ter acumulado US$ 63 mil nos 79 eventos que competiu. Brittany Fleck chegará a sua primeira WNFR ostentando o título de Musa das Finais, mas não é apenas a beleza que chama a atenção nesta cowgirl de 28 anos. Ano passado ela chegou perto da vaga terminando o Mundial em 17º lugar e nesta temporada esteve sempre entre as primeiras do Ranking, tornando-se a primeira competidora do estado de Dakota do North a se classificar para as Finais da PRCA, com um total de US$ 63 mil em prêmios. Ela ganhou notoriedade ao ser Campeã no San Antonio Rodeo em fevereiro por uma incrível diferença de um centavo para a segunda colocada, já que o título do evento é baseado nas premiações ganhas durante todos os dias de competição. Brittany compete na PRCA desde 2008, mas passou a se dedicar exclusivamente aos rodeios ano passado, quando deixou o cargo de assessora de comunicação em um banco na sua cidade natal. Na lista das 15 classificadas ainda aparecem Jeanne Anderson, que venceu 10 eventos este ano, Angie Meadors, Jill Moody e Tammy Fischer.

Tuf Cooper

LAÇO DO BEZERRO – Tie-Down Roping

Este tem tudo para ser o ano de Tuf Cooper. Apesar de ter apenas 21 anos, esta é a quarta vez que o filho caçula do lendário Roy Cooper se classifica para a Final Mundial, e pela primeira vez chega a Las Vegas como o número 1 do mundo. Tuf venceu 10 eventos pela PRCA este ano e esteve em primeiro lugar quase toda a temporada, chegando a Final com uma vantagem de US$ 30 mil sobre o segundo colocado. Ele também foi Campeão em Calgary, o maior Rodeio do Canadá e apesar da pouca idade, experiência e talento ele tem de sobra, o que o credencia como principal favorito a Fivela de Ouro. Na segunda colocação está Hunter Herrin, que retorna a Final Mundial depois de ter ficado na 16ª colocação em 2010. Aos 27 anos, o cowboy de Oklahoma foi o outro único competidor da modalidade a ultrapassar a marca de US$ 100 mil na temporada, tendo acumulado US$ 114.946 e também 10 vitórias. Na briga direta com os “garotos” aparece Trevor Brazile, o atleta mais premiado da história da PRCA e que busca seu quarto Título Mundial no Laço do Bezerro e o 16º no total. Brazile teve uma temporada de poucas vitórias na modalidade, mas manteve a regularidade e chega com totais chances de Título. Este ano ele já foi Campeão Mundial do Steer Roping (modalidade que realiza sua Final antes da WNFR) e está praticamente com o Título de Melhor Cowboy Completo nas mãos, o que torna o título no Laço do Bezerro ainda mais importante para ele, já que busca pela terceira vez em cinco anos a Tríplice Coroa. Shane Hanchey e Clint Cooper completam o TOP 5 da modalidade. Hanchey tem 22 anos e competiu na WNFR pela primeira vez no ano passado, quando terminou o Mundial na terceira colocação. Este ano ele já ganhou US$ 88.867 e se classificou para Las Vegas na quarta colocação. Clint é o mais experiente dos irmãos Cooper, e mesmo ganhando apenas um evento este ano ele liderou o Mundial por mais de três meses devido a sua regularidade. Aos 29 anos ele chega para sua quarta Final Mundial com chances reais de Título.  

Além de Brazile, o outro único Finalista do Laço do Bezerro que tem Título Mundial é Cody Ohl, dono de cinco fivelas da modalidade. Com 38 anos, Ohl é o competidor mais velho dos 15 finalistas e das quatro vitórias que teve na temporada, duas foram em grandes eventos, Reno e San Antonio, o que o colocou em sexto lugar no Ranking com US$ 80 mil em prêmios. Outro grande nome que estará presente nesta Final será o texano Scott Kormos. Melhor Novato da temporada de 2002, ele já foi Campeão em importantes eventos como Houston, Pendleton, e Prescott e competirá em Las Vegas pela sétima vez. Dois competidores chegam a Las Vegas muito próximos de entrarem para o seleto grupo que já ultrapassou mais de US$ 1 milhão na carreira. Apesar de desconhecido, Ryan Jarret é o único cowboy que ganhou o Título de Melhor Cowboy Completo nos últimos 10 anos além de Trevor Brazile. Com US$ 984 mil em prêmios, Jarret que também compete no Bulldogging e Laço em Dupla, tem no Laço do Bezerro sua especialidade, mas está na 14ª colocação e praticamente fora da briga pelo Título. Matt Shiozawa, que fará sua quinta WNFR, é o outro atleta da modalidade que deve ultrapassar US$ 1 milhão em Las Vegas. O competidor de 30 anos não compete nas Finais desde 2009, e só precisa ganhar US$ 20 mil para atingir a marca histórica.

 

Tyson Durfey

Tyson Durfey já esteve em quatro Finais Mundiais e desde 2008 nunca terminou a temporada abaixo das sete primeiras colocações. Este ano ele venceu o Dodge National Circuit Finals Rodeo, competição que reúne somente os Campeões de cada um dos 12 Circuitos regionais da PRCA e mesmo com uma diferença de mais de US$ 65 mil para o líder, Durfey é um grande favorito ao Título Mundial. Clif Cooper estará competindo em Las Vegas pela segunda vez. Ao lado de Tuf e Clint, em 2010 eles se tornaram os primeiros irmãos a se classificarem para a WNFR no Laço do Bezerro. Este ano ele teve oito vitórias, mas se dedicou aos eventos menores e se classificou apenas na 15ª posição. Campeão em Cheyenne este ano, Jerrad Hofstetter tem feito sua melhor temporada em seis anos como profissional e busca terminar a temporada pela primeira vez entre os 10 melhores do mundo, depois de um 15º lugar em 2008 e 14º em 2010. Adam Gray participou de sua única Final em 2009, e retorna esse ano apesar de ter vencido apenas um evento na temporada. Gray é um competidor conhecido pela regularidade, e mesmo com poucas vitórias na carreira, nunca ficou abaixo da 20ª colocação desde que se tornou profissional em 2008. O Laço em Bezerro terá apenas dois estreantes em Las Vegas. Timber Moore tem 25 anos e compete na PRCA desde 2007, quando também foi o Melhor Novato do Circuito Canadense. Este ano ele venceu três eventos e ganhou US$ 70 mil, chegando a sua primeira Final Mundial na 10ª posição. Cory Solomon terminou a temporada regular na oitava colocação depois de ter ficado em 39º lugar e 41º lugar nas suas outras duas temporadas como profissional. O competidor de 21 anos compete com um quarto-de-milha brasileiro e ganhou US$ 73 mil nesta temporada.

Dean Gorsuch

BULLDOGGING – Steer Wrestling

A mais radical das provas cronometradas contará com quatro Campeões Mundiais na edição 2011 da Wrangler National Finals Rodeo. Dean Gorsuch é o atual Campeão Mundial e também tem no currículo a fivela de 2006. O competidor de Nebrasca assumiu a liderança no último fim de semana da Temporada Regular e chega a Las Vegas como o único a ter ultrapassado US$ 100 mil na modalidade este ano e terá 10 Rounds para confirmar o favoritismo e o Tri-Campeonato Mundial. Outro Bi-Campeão Mundial classificado para a Final é Luke Branquinho. O californiano liderou o Ranking durante nove meses e caiu para a terceira colocação depois de alguns “escorregões” em setembro. Branquinho foi Campeão Mundial em 2004 e 2008 e na última temporada liderou até o último dia das Finais, mas acabou perdendo a Fivela. Este ano ele venceu cinco eventos pela PRCA e também foi o Campeão do Rodeio de Barretos em sua primeira visita ao Brasil. Jason Miller e Mickey Gee são os outros dois competidores de Bulldogging que já foram Campeões Mundiais. Miller ficou com o Título em 20       07, em uma de suas três aparições anteriores em Las Vegas. Este ano ele havia vencido apenas um evento, até ser Campeão em Puyallup nas Playoffs do Wrangler Tour, título que lhe deu US$ 21 mil e o colocou na quarta posição do Ranking. Mickey Gee foi Campeão Mundial em 1999, quando estabeleceu o recorde de maior premiação da modalidade e melhor média de tempo em 10 dias de competição porém não se classificava para a WNFR desde 2003, quando também ficou com o Título do evento. Aos 36 anos, o texano venceu cinco eventos em 2011 e ficou com a 15ª vaga, mas deve usar toda sua experiência para terminar entre os 10 melhores da temporada.

 

Billy Bugenig

Billy Bugenig também esteve na liderança do campeonato por algumas semanas este ano, e encerrou a temporada regular na segunda posição com US$ 96.838 em prêmios. Campeão da WNFR em 2010, logo em sua primeira participação no evento, Bugenig vem com cinco vitórias na temporada e é um dos principais favoritos ao Título deste ano. Com 38 anos, Tudd Suhn é o mais velho competidor de Bulldogging nestas Finais e também o único além de Luke Branquinho que já ultrapassou a marca de US$ 1 milhão em prêmios. Com 14 outras participações no evento desde que estreou na PRCA em 1994, Suhn já acumula vitórias importantes como Cheyenne, Tucson, Salinas e Bi-Campeão em Reno, mas ainda lhe falta o Título Mundial. Outra estrela da modalidade é Shawn Greenfield, veterano competidor que está a menos de US$ 27 mil de chegar a US$ 1 milhão em prêmios. Greenfield tem outras seis participações na WNFR e já ficou cinco vezes entre os 10 melhores do mundo, este ano ele ganhou US$ 79.622 e está na quinta colocação do Ranking. Os primos Trevor e Blake Knowles irão competir juntos na Final Mundial pela segunda vez em suas carreiras. Trevor é o mais experiente e esteve presente em todas as Finais desde 2004, foi duas vezes o quarto melhor “bulldogueiro” do mundo e já soma US$ 900 mil em prêmios. Blake só esteve na Final Mundial de 2009, e este ano estava fora do TOP 15 durante quase toda a temporada, mas a vitória na grande Final do Wrangler Tour em setembro o classificou na nona posição. Assim como da primeira vez que se classificou para a WNFR, este ano ele novamente só garantiu a vaga no último dia do último evento da temporada.

Na lista dos 15 classificados ainda aparecem outros três competidores que estiveram ausentes nos últimos anos. Sean Mulligan, fará sua quarta Final Mundial mas não se classificava desde 2007. Jake Rinehart fará sua terceira WNFR e Stockton Graves competirá em Las Vegas pela sétima vez, mas ambos não se classificavam desde 2009. Três atletas estarão competindo em Las Vegas pela primeira vez no Bulldogging. Olin Hannun ficou em 20º lugar no Mundial de 2010 e este ano venceu cinco eventos, incluindo o cobiçado Cheyenne Frontier Days. Olin é filho de Jack Hannun, que competiu cinco vezes na National Finals Rodeo nas décadas de 70 e 80 no Laço do Bezerro e Bulldogging. Depois de ficar de fora da Final Mundial de 2008 por apenas US$ 626, Zacheus Martin finalmente conseguiu sua primeira classificação este ano após acumular US$ 61 mil. Conhecido como Casey Martin, ele é Bi-Campeão em Pendleton, principal Rodeio do Oregon e este ano também foi Campeão em Fort Worth, um dos mais disputados e consagrados Rodeios do mundo. O mais jovem dos “bulldogueiros” a competir este ano é Seth Brokman, de 28 anos. Brokman conquistou o Título de Melhor Novato da PRCA em 2005, mesmo ano em que venceu os dois principais eventos de seu estado natal, Wyoming: Cheyenne e Cody. Nas temporadas seguintes ele não teve muito brilho, sempre ficando abaixo do TOP 50 na classificação do Mundial. Este ano ele venceu apenas um evento, mas conquistou premiação na maioria dos eventos grandes que competiu e se classificou para sua primeira Final Mundial na 13ª colocação com US$ 57.600 no total.

Derrick Begay e Cesar de la Cruz

LAÇO EM DUPLA – Team Roping

Depois de uma temporada brilhante com vitórias em importantes Rodeios como Austin, Pecos e Pendleton, os parceiros Derrick Begay e Cesar de la Cruz venceram a Final do Wrangler Tour em Omaha e fecharam a Temporada Regular na liderança pela primeira vez em suas carreiras. Begay, de 28 anos é um nativo da maior reserva indígena dos Estados Unidos, a dos Navajos e foi Campeão Nacional em 2006 pela AIRCA, uma associação que reúne os cowboys com descendência indígena. Profissional desde 2004, esta é a quarta vez que ele irá competir na WNFR e já acumula mais de meio milhão de dólares em prêmios, sendo US$ 118 mil somente nesta temporada. Também com 28 anos, de la Cruz laça com Begay desde 2009 e irá competir pela sexta vez em Las Vegas. Descendente de mexicanos, ele foi Vice-Campeão Mundial da categoria “pezeiro” em 2007 e já acumula mais de US$ 800 mil em prêmios. Na “bota” dos líderes aparecem Clay Tryan e Travis Graves com apenas US$ 2.100 de diferença. Tryan foi Campeão Mundial em 2005 e competirá na Final Mundial pela 10ª vez, enquanto seu parceiro conseguiu sua terceira classificação para a WNFR.

Além de Clay Tryan, outros seis classificados tem Títulos Mundiais. Jake Barnes é o mais premiado deles, com sete Fivelas de Ouro e pode igualar nesta temporada o recorde de Speed Williams e Rick Skelton, donos de oito Títulos Mundiais cada. Barnes já competiu em 24 Finais Mundiais desde 1980, ano em que se filiou a PRCA e acumula mais de US$ 2.1 milhões em prêmios. Seu parceiro, Walt Woodard ganhou um Título Mundial em 1981 aos 26 anos e outro em 2007 aos 52 anos e será o atleta mais velho a competir nesta edição da WNFR, com 56 anos. Grande professor de laço, ele já ministrou cursos em diversos países como Austrália, Nova Zelândia, Canadá, Costa Rica e Porto Rico, mas estava afastado das arenas desde 2008 para se dedicar a sua Escola de Laço na California. Barnes e Woodard laçaram com outros parceiros no inicio da temporada e depois que resolveram competir juntos foram Campeões em quatro eventos, incluindo o Cheyenne Frontier Days. Apesar de ocuparem a nona colocação em suas respectivas categorias, os dois ainda tem grandes chances de conquistarem o Título e se isso acontecer eles entram para a história como a dupla mais velha a ser Campeã da PRCA, somando 108 anos de experiência.

 

Chad Masters foi Campeão Mundial da categoria “cabeceiros” em 2007 e foi o competidor que passou mais semanas na liderança do Ranking este ano, mas nos últimos meses acabou caindo para a quinta colocação, com US$ 85 mil em prêmios. Nesta temporada ele laçou com dois parceiros, mas foi ao lado de Jake Corkill que ele ganhou mais dólares e seis eventos. Corkill tem apenas 24 anos e será a terceira vez consecutiva que laçará com Masters em Las Vegas. Os atuais Campeões Mundiais Trevor Brazile e Patrick Smith venceram apenas três eventos este ano e se classificaram na 12ª e 13ª posição em suas respectivas categorias. Mas isso não significa que eles estão fora da briga pelo Título, pois em 2010 também estavam em posição desfavorável mas ganharam premiação em oito dos 10 Rounds da WNFR e conquistaram o Mundial. Smith já tem dois Títulos Mundiais (2005 e 2010) e Brazile tem 15 Fivelas, mas apenas uma delas é de Campeão Mundial do Team Roping. Outro Bi-Campeão Mundial presente nessa Final será o experiente Matt Sherwood. Profissional a 17 anos, Sherwood só competiu em Las Vegas outras duas vezes e em ambas voltou para casa carregando a Fivela de Campeão Mundial (2006 e 2008). Seu parceiro será Cory Petzka, “pezeiro” que esteve presente nas últimas oito WNFR e com quem ele ganhou sete Rodeios este ano. Por ter competido também com outros parceiros, Petzka acumulou US$ 99 mil nesta temporada e ocupa a terceira posição na sua categoria, enquanto que Sherwood é o quarto entre os “cabeceiros” com US$ 87 mil.

Quatro dos 30 competidores do Team Roping irão a Las Vegas pela primeira vez. Assim como o líder dos “cabeceiros”, Eric Rogers também é descendente dos índios Navajo e é Bi-Campeão Nacional pela AIRCA – Associação dos Cowboys Indígenas dos EUA. Este ano ele se classificou para sua primeira Final Mundial na terceira colocação com US$ 88 mil depois de excelentes resultados ao lado de vários parceiros. Seu parceiro na Final será Kory Koontz, “pezeiro” com 17 Finais Mundiais no currículo e com quem Rogers competiu mais vezes este ano. Outro novato que brilho este ano foi Spencer Mitchell, californiano de apenas 23 anos. Mitchell compete ao lado de seu amigo de infância Broc Cresta, com quem sempre alimentou o sonho de estar na Final Mundial, mas ano passado devido a divisão de categorias apenas Cresta se classificou e ele ficou na 17ª posição. Em 2011, depois de sete vitórias, incluindo a do cobiçado Fort Worth Stock Show & Rodeo, os dois terminaram a Temporada Regular na sétima posição com US$ 79.950 cada. Kaleb Driggers tem 21 anos e será o “caçulinha” da modalidade na WNFR 2011. Ele começou a competir em 2008, treinado pelo experiente Brad Culpepper, Bi-Campeão da National Finals Rodeo e amigo da família. Apesar de laçarem juntos em alguns eventos desde então, este foi o primeiro ano em que eles se tornaram parceiros oficiais e depois de cinco vitórias e US$ 67 mil em prêmios pra cada um, eles se classificaram na 14ª posição. O único estreante entre os “pezeiros” será York Gill, que este ano ganhou oito eventos com três parceiros diferentes. Em Las Vegas Gill fará parceria pela primeira vez com o texano Colby Lovell, que também competiu com vários parceiros nesta temporada e se classificou na 11ª posição.

Somente Lovell e Gill foram os chamados “classificados avulsos” e terão que formar uma dupla de acordo com o regulamento. Os outros classificados, apesar de terem competido com mais de um parceiro, irão competir com seus habituais parceiros. As outras duplas classificadas para  a Wrangler National Finals Rodeo 2011 são: Luke Brown e Martin Lucero, atuais Campeões do evento; Brady Tryan e Jake Long, que venceram dois Rounds das Finais em 2010; Brandon Beers e Jim Ross Cooper, Campeões em três eventos este ano e que voltam para sua segunda WNFR; Turtle Powell e Jett Johnson, Campeões em Reno este ano; e os irmãos Ryley e Brady Minor, Campeões em 10 eventos na temporada.

Blog Arena Bruta

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 29 de novembro de 2011 por em Cowboys, PRCA.
%d blogueiros gostam disto: