ARENA BRUTA – Rodeio com mais conteúdo

O melhor conteúdo sobre o verdadeiro esporte do Cowboy

PBR Columbus

PBR COLUMBUS – 14 e 15 de Outubro (by @HenRiQue_Bad)

 

Desde 1998 a PBR faz a última parada da temporada regular de seu principal Campeonato em Columbus, capital do estado de Ohio e uma das 15 maiores cidades americanas. Como acontece todos os anos, o evento aponta definitivamente quem serão os 40 classificados para a PBR Wolrd Finals, e neste fim de semana não foi diferente. Oito competidores que entraram na arena ainda não tinham vaga assegurada e precisavam ganhar alguma premiação nesta etapa para se manterem ou entrarem no TOP 40 do Ranking de dólares ganhos na temporada, que é por onde são definidos os finalistas mundiais. Os principais animais da temporada ainda permaneceram em descanço, mas alguns tropeiros optaram em levar a Columbus alguns animais que estarão em Las Vegas daqui a duas semanas, para que estes touros se mantenham em forma e também para que aumentem os números de sua carreira.

A grande noticia desta semana foi a volta do atual Campeão Mundial Renato Nunes, que não montava desde abril, devido a uma cirurgia no ombro. Além de Renato, o evento teve a participação de outros sete brasileiros: o líder do Campeonato Silvano Alves, o segundo no ranking Valdiron de Oliveira, Fabiano Vieira, que havia vencido o evento da semana anterior, Paulo Lima, Elton Cide, Rubens Barbosa e Robson Palermo, que pretendia se poupar para a Final Mundial mas competiu nesta última etapa. O americano Clay Taylor fez sua estréia na BFTS, depois de alguns bons resultados no Touring Pro Divison. Aos 23 anos ele foi o 95° competidor a participar da principal divisão da PBR em 2011.

ROUND 1

Nas últimas semanas houve muitas criticas sobre a falta de vontade de alguns competidores – principalmente americanos, em permanecer os oito segundos e no primeiro Round de Columbus a polêmica ganhou mais força. Apenas um dos 40 touros do Round, Yellow Jacket Jr. faz parte do time de touros acima da média da PBR, e mesmo assim apenas nove competidores obtiveram nota, sendo o menor índice de paradas em 29 etapas deste ano. Outro fato que chama a atenção é que dos nove competidores, quatro estavam se recuperando de lesões. Robson Palermo, lutando contra uma lesão grave no ombro marcou 88.50 pontos montando Tight Rope (Jeff Robinson) e garantiu a vitória na primeira rodada. O segundo colocado foi J. B. Mauney, que vinha atravessando uma má fase e foi um dos principais criticados na semana passada por não se esforçar em parar nos seus touros. Mauney montou Pistolero (Boyd / Floyd) e obteve 88 pontos. O terceiro foi Ben Jones, que montou My Space (Chad Berger) com 87 pontos. O australiano sofreu uma concussão a algumas semanas atrás e desde então luta contra freqüentes desmaios fora da arena. Os dois últimos Campeões Mundiais, Kody Lostroh, que disputa a segunda etapa após cirurgia no joelho e Renato Nunes, que retornou nesta semana após cirurgia no ombro empataram com Cody Nance na quarta colocação, ambos com 85 pontos, garantindo a volta no Round Extra. Silvano Alves em oitavo com 81.50 pontos e Paulo Lima em nono com 81 pontos foram os dois outros únicos brasileiros a obterem nota. Como apenas nove competidores obtiveram nota, Jordan Hupp ficou com a 10ª vaga por ter sido o competidor que mais se aproximou dos oito segundos. Shane Proctor, que havia ficado de fora das últimas três etapas devido a uma lesão na virilha voltou a competir em Columbus, mas saiu mancando da arena após cair neste Round. Segundo o Dr. Tandy Freeman, a lesão se agravou mas Proctor é esperado para a Final Mundial.  Midnight Moody (D&H Cattle Company) foi o melhor touro deste Round, com 44 pontos na montaria que derrubou o canadense Tyler Thomsom.

Ben Jones, durante o Round 2

ROUND EXTRA (Short-Go Bônus)

Dos 10 competidores que voltaram para o Short-Go Bônus na noite de sexta-feira, cinco conseguiram parar em seus touros. Ben Jones fez a melhor nota, 88.25 pontos em Where’s the Whiskey (K-C Bucking Bulls) e assumiu a segunda posição na classificação geral do evento com 175.25 pontos. Robson Palermo continuou na liderança, um ponto a frente de Jones depois de marcar 87.75 pontos em Rico (Walls Bucking Bulls), terminando a noite com uma premiação total de US$ 6.350. Silvano Alves montou Joey (Jeff Robinson) e com a terceira melhor nota do Round, 86.75 pontos, passou a quinta colocação no evento, com 168.25 pontos. A frente de Silvano na classificação parcial da etapa ficaram J.B. Mauney em terceiro e Mike Lee em quarto lugar. O melhor touro desta rodada foi Cooper Tires Wild & Out (Chad Berger / Clay Struve), que foi avaliado em 44.25 pontos após derrubar Paulo Lima.

ROUND 3

A noite de sábado começou decisiva. Quem havia caído na noite anterior ou ainda buscava uma classificação para a Final Mundial teve sua última oportunidade de melhorar de posição tanto no Ranking por pontos quanto no Ranking por premiação. Cord McCoy, que foi a Columbus como “alternate” mas já tinha vaga garantida na Final pela premiação acumulada, fez a melhor nota do Round. O veterano montou Whiskey’s Rebel (Boyd / Floyd) com 88.50 pontos, se classificando para o Short-Go na oitava posição. A segunda melhor nota foi para Renato Nunes, que mostrou estar pronto para a Final Mundial depois de meses de recuperação da cirurgia no ombro. O brasileiro marcou 87 pontos em Another Husker (Chad Berger) e foi para a Final na quinta colocação, com 172 pontos. Na terceira posição também apareceu outro brasileiro, Elton Cide, que marcou 86.75 pontos em Squawk Box (Jeff Robinson) e voltou para o Short-Go do evento na nona colocação. Ben Jones, fez a quarta melhor nota e assumiu a liderança depois que Robson Palermo não obteve nota. O australiano montou Pearl Snap (Boyd / Floy) com 86.25 pontos e foi para a Final com 261.50 pontos. Além de Jones, apenas outros dois competidores entraram na Final com três notas: J.B. Mauney e Silvano Alves que empataram na 12ª posição do Round com 84.25 pontos. Mauney assumiu a segunda colocação com 255.75 pontos e Silvano ficou em terceiro com 252.50 pontos. Os demais brasileiros não obtiveram nota, incluindo Valdiron de Oliveira que deixou de diminuir a diferença para o líder e Fabiano Vieira, que também caiu dos dois touros e deixou escapar a chance de assumir a quarta posição no Ranking já que Austin Meier também caiu de seus dois touros e Guilherme Marchi não está competindo. Novamente o touro que derrubou o brasileiro Paulo Lima foi avaliado com a melhor nota da noite. Lil’ Red Kat (Boyd / Floyd / Larue) recebeu 44.25 pontos dos juizes, 0.25 pontos a mais que o segundo colocado.

Detalhe da Montaria de Silvano Alves

SHORT-GO (FINAL)

Pela segunda vez na temporada, devido a transmissão de tv, o Short-Go teve 12 competidores ao invés dos habituais 10. Três touros que são candidatos a estarem no Round decisivo da Final Mundial estiveram presente em Columbus. Smack Down (Chad Berger), que deu a maior nota em eventos da PBR nesta temporada foi escolhido por J.B. Mauney enquanto Yellow Jacket Jr (Chad Berger) que tem sido muito criticado por Cody Lambert foi escolhido pelo Campeão Mundial Mike Lee. O touro Lincoln Eletric’s Bring It (Berger / Struve), que tem 52 montarias e apenas três paradas sobrou na escolha e foi montado por Ryan Dirteater.

Elton Cide, escolheu Jr. Powder (Chad Berger), touro que até então tinha 31 apresentações e apenas quatro paradas e fez a melhor nota da Final, 86 pontos, assumindo a sexta colocação do evento. Cord McCoy veio logo na seqüência e também parou em Commotion (D&H Cattle Co.) com 85.50 pontos. O terceiro e último competidor a parar foi Silvano Alves, que escolheu o touro que havia dado a vitória no primeiro Round a Robson Palermo, Tight Rope (Jeff Robinson). Silvano assumiu a liderança do evento depois de marcar 85.25 pontos e ficou com a vitória depois que Mauney e Jones não conseguiram parar em seus touros. O líder do campeonato foi o único a parar em quatro touros na etapa de Columbus, conquistando sua terceira vitória na temporada. Além dos US$ 35.970 que ganhou, Silvano Alves aumentou sua vantagem sobre os segundo colocado Valdiron de Oliveira e entra na Final Mundial com 2.261,00 pontos a frente.

Smack Down foi o melhor touro do evento com uma nota de 46.25 pontos. Esta foi a quarta vez que o touro conquista um título em eventos da BFTS nesta temporada. Ele já havia vencido em St. Louis, Chicago e Des Moines e fechou a temporada como o único touro além de Buswacker (7 vitórias) e Asteroid (4 vitórias) a vencer quatro vezes na temporada.

COL. FINAL – COLUMBUS/OH

1 – Silvano Alves – 337.75 pontos

2 – Ben Jones – 261.50 pontos

3 – J. B. Mauney – 255.75 pontos

4 – Robson Palermo – 176.75 pontos

5 – Cord McCoy – 174.00 pontos

6 – Elton Cide – 172.75 pontos

7 – Renato Nunes – 172.00 pontos

8 – Cody Nance – 169.50 pontos

9 – Mike Lee – 168.50 pontos

10 – Dusty Ephrom – 86.25 pontos

10 – Luke Snyder – 86.25 pontos

10 – Ryan Dirteater – 86.25 pontos

NOTICIAS DA PBR

***A PBR vai aguardar a conversão da premiação de Olímpia/SP em dólares para anunciar oficialmente os 40 classificados para a Final Mundial e os cinco competidores que ficarão de reserva no evento. As premiações ganhas no Brasil valem para o Ranking Qualifier  que é o que define os classificados para Las Vegas, desde que o competidor tenha o cartão internacional da PBR. Wesley Lourenço, que foi Campeão em Olímpia esta no TOP 40 em pontos, mas começou a semana abaixo da 50ª posição no Ranking em dinheiro. A premiação ganha neste fim de semana no Brasil pode classificar o goiano para sua segunda Final Mundial. O Campeão Nacional Edmundo Gomes também aguarda o resultado Final, pois começou a semana na 48ª posição e com a premiação de Olímpia pode ter conquistado uma das vagas de reserva, que irão competir se algum dos classificados se machucarem.

***Garantidos na Final estão 10 brasileiros: Silvano Alves, US$ 363.089,08; Robson Palermo, US$ 317.500,45; Valdiron de Oliveira, US$ 307.796,28; Fabiano Vieira, US$ 207.545,66; Guilherme Marchi, US$ 179.424,14; Paulo Lima, US$ 136.588,77; Elton Cide, US$ 120.257,94; Rubens Barbosa, US$ 97.299,20; Douglas Ferreira, US$ 83.912,70 e Renato Nunes, US$ 77.582,33.

***Além dos 10 brasileiros, a Final Mundial tem garantido a participação de apenas mais quatro estrangeiros. Ben Jones e Pete Farley representaram a Austrália e Aaron Roy e Tyler Thomsom representaram o Canadá.

RANKING PARCIAL – 29 EVENTOS

1 – Silvano Alves – 12..782,50 pontos

2 – Valdiron de Oliveira – 10.521,50 pontos

3 – Robson Palermo – 8.949,50 pontos

4 – Austin Meier – 7.995,25 pontos

5 – Guilherme Marchi – 7.669,00 pontos

6 – Fabiano Vieira – 7.656,00 pontos

7 – LJ Jenkins – 6.730,75 pontos

8 – Shane Proctor – 6.451,50 pontos

9 – Ryan McConnel – 6.284,00 pontos

10 – Luke Snyder – 6.199,75 pontos

Outros Brasileiros

21 – Paulo Lima – 4.480,75 pontos (-2)

29 – Renato Nunes – 2.390,25 pontos (+3)

31 – Douglas Ferreira – 2.220,25 pontos (-1)

33 – Elton Cide – 1.777,25 pontos (+8)

34 – Wesley Lourenço – 1.723,00 pontos (-1)

39 – Rubens Barbosa – 1.385,00 pontos (-1)

68 – Paulo Crimber – 84,25 pontos

73 – Marco Eguche – 79,50 pontos

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 17 de outubro de 2011 por em PBR.
%d blogueiros gostam disto: