ARENA BRUTA – Rodeio com mais conteúdo

O melhor conteúdo sobre o verdadeiro esporte do Cowboy

Fim da Carreira de Major Payne

Touro Major Payne encerra a carreira precocemente (by @HenRiQue_Bad)  

 

 

A noticia que pegou todos na PBR de surpresa este mês foi a aposentadoria precoce de Major Payne, um dos maiores touros dos últimos anos e que atualmente era conhecido como Super Duty. O animal de sete anos sofreu uma entorse em um ligamento do joelho esquerdo no dia 27 de fevereiro quando foi montado por Silvano Alves na Final do evento de St. Louis. A equipe de veterinários que cuidou dele acredita que o touro estava com uma pequena lesão na perna direita desde o ano passado e que se agravou durante a montaria quando alguns fragmentos de ossos se quebraram. Para evitar a dor, o animal poupou a perna direita jogando quase todo seu peso na esquerda, o que causou a lesão mais grave. Desde o inicio, o Dr. Gary Walner, maior especialista em touros de pulo dos Estados Unidos disse que a lesão era totalmente curável e que Super Duty poderia ser esperado para competir na Final Mundial. Mas no dia 08 de outubro, Jeff Robinson, sócio majoritário do consórcio proprietário do animal anunciou que ele estava 100% melhor do que em fevereiro, mas que ele jamais voltaria as arenas.

Super Duty com Silvano Alves em sua última montaria

Super Duty, que foi vice-campeão Mundial em 2010, estava no auge de sua carreira e foi avaliado 14 vezes consecutivas com nota igual ou maior a 45 pontos antes de chegar a St. Louis. Dias antes da lesão, ele teve uma participação especial no Iron Cowboy II. Considerado até então o touro mais duro da PBR, ele foi colocado num desafio onde o Campeão do evento, Colby Yates o montou valendo uma premiação de US$ 100 mil, mas o touro saiu vencedor em 2.32 segundos. O touro de uma linhagem vermelha, muito conhecida no norte do pais nasceu e foi criado no estado de Washington pelo tropeiro Steve Katich, que o mantinha em sociedade com Robinson e um grupo de investidores. Ele estreou oficialmente na primeira divisão da PBR em abril de 2008 quando derrotou Renato Nunes com 2.30 segundos e foi avaliado com 46 pontos. Depois disso ele derrubou 23 desafiantes consecutivos na BFTS, além de seis no Touring Pro Divison até ser derrotado pela primeira vez em novembro de 2009 (válido pela temporada 2010) por Ned Cross, que marcou 91 pontos na Final do evento de Duluth. Além de Cross, apenas Guilherme Marchi, Valdiron de Oliveira e Silvano Alves conseguiram permanecer os oito segundos em seu lombo em 64 tentativas, o que tornou o touro um dos animais mais respeitados da história da PBR. Na sua lista de derrotados encontra-se os Campeões Mundiais Renato Nunes, Mike Lee, Chris Shivers e Dustin Elliott além de feras como Valdiron de Oliveira, Ross Coleman, Brian Canter, Robson Palermo, Shane Proctor, Austin Meier, Sean Willingham e Wiley Petersen.

 

Major Payne, que foi rebatizado de Super Duty no inicio deste ano devido a um contrato de patrocínio, será homenageado durante as Finais Mundiais no fim deste mês. Jeff Robinson disse que apesar de nunca ter ganho o título ele demonstrou exatamente o que um Touro precisa ter para ganhar um Mundial. O tropeiro finalizou dizendo que ele foi um touro dos sonhos que qualquer tropeiro gostaria de ter.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 13 de outubro de 2011 por em Uncategorized.
%d blogueiros gostam disto: