ARENA BRUTA – Rodeio com mais conteúdo

O melhor conteúdo sobre o verdadeiro esporte do Cowboy

Touro Voodoo Child

Voodoo Child deixa seu nome na história do Rodeio

(by @HenRiQue_Bad)

 

Na noite de sábado, 04 de junho, os amantes da Montaria em Touros se despediram de um dos melhores Touros dos últimos 10 anos, Voodoo Child. Jeff Robinson, que era seu atual proprietário em sociedade com Beutler Bennie e Cathy McNelly, declarou que o principal motivo da aposentadoria era mesmo a idade e que ele já não precisava provar mais nada a ninguém. Com nove anos de idade, é visível que de agora em diante o rendimento do Touro só cairia, por isso o tropeiro decidiu aposenta-lo enquanto ele ainda está em alta. “Não quero levar a um evento onde ele será apenas mais um touro.” Declarou Robinson, reafirmando que ele é um animal diferenciado.

Kody Lostroh na Final Mundial de 2009

Voodoo Child faz parte de um seleto grupo de Touros que já conseguiram dois Títulos Mundiais pela PRCA, onde nunca foi montado com sucesso em 36 tentativas. Pela PBR o touro fez quatro Finais Mundiais, e teve apenas cinco paradas em 64 apresentações, tendo sido o segundo Melhor Touro da temporada de 2009. Famoso pela rapidez e agilidade que derrubava os competidores, o touro colocou seu nome na história do rodeio devido as notas que recebeu. Das 97 vezes que saiu do brete com algum competidor no seu lombo, Voodoo Child recebeu nota superior a 45 pontos (dos possíveis 50) 69 vezes, incluindo 49, 48 e uma dezena de 47 pontos. Sua montaria memorável na PBR foi durante a Final Mundial de 2009, quando derrubou com 7.50 segundos o competidor Kody Lostroh, que havia se tornado Campeão Mundial na montaria anterior. Se Lostroh parasse, seria avaliado com 96 pontos ou mais, podendo igualar o recorde de 96.50 pontos, a maior nota da PBR.

A despedida do animal aconteceu em um evento do Touring Pro Divison em Aschville na Carolina do Norte, organizado pelo próprio tropeiro a poucos quilômetros de seu Rancho, onde o Touro passará o resto de sua vida. O último competidor a montá-lo foi o novato da PBR Cody Brewer, que permaneceu apenas 2.38 segundos e fez com que o Touro encerrasse sua carreira fazendo o que mais sabia: derrubando o competidor. Em outubro, durante a PBR World Finals o Touro será homenageado pela PBR.

Filho do famoso Houdini, Voodoo Child nasceu no dia 01 de maio de 2002 no Rancho do Tropeiro Bob Wilfong no interior do Texas e estreou nas arenas em 2006, já como integrante da Beutler & Sons Rodeo’s, umas das principais boiadas da América. Sua primeira montaria foi durante o J.W. Hart Challenge em Decatur/Texas onde derrubou o australiano Campeão da National Finals Rodeo, Greg Potter, com 4.38 segundos. Daí em diante sua carreira passou a ser dedicada aos Rodeios da PRCA. Em seu ano de estréia, apesar de permanecer invicto, o animal não teve um grande destaque, a não ser durante o Rodeio de Woodward/Oklahmoma, quando derrubou o bi-campeão Mundial Terry Don West e foi avaliado com 46 pontos.

Em 2007, Voodoo Child começou a escrever sua carreira de sucesso e mostrou ao mundo porque será lembrado como um dos grandes touros da história do Rodeio Mundial. Pela PRCA derrubou os 17 competidores que o desafiaram e foi avaliado com mais de 45 pontos 16 vezes, o que fez com que os 30 Melhores competidores do Ranking o elegessem como o Melhor Touro da temporada. Na temporada seguinte ele também se dedicou aos eventos da PBR, mas mesmo assim foi eleito novamente o Melhor Touro do Ano da PRCA, com marcas incríveis. Invicto em 13 montarias, foi avaliado com 48 pontos cinco vezes e outras duas com mais de 47 pontos, além de um impressionante 49 pontos durante o evento de Lawton/Oklahoma, quando derrubou Colin MacTaggart, com 1.7 segundos.

Neste mesmo ano, ele foi derrotado pela primeira vez em sua carreira. Depois de 42 montarias invicto, Justin McBride suportou os oito segundos em seu lombo durante o evento da BFTS em Tulsa/Oklahoma e obteve 94.50 pontos, em uma das mais belas montarias da carreira do competidor bi-campeão Mundial. No fim de 2008 ele se despediu da PRCA durante a National Finals Rodeo derrotando Bobby Welsh e Mike Moore, passando a competir exclusivamente nos eventos da PBR.

Foram mais 24 montarias invictos, todas com notas acima de 45 pontos, derrubando nomes como J.B. Mauney, Chris Shivers, Kody Lostroh, Guilherme Marchi e Edney Caminhas, até que em março do ano passado L.J. Jenkins conseguiu derrota-lo novamente em Glendale/Arizona, recebendo 94 pontos. Seis meses depois foi a vez de J. B. Mauney alcançar os oito segundos, com uma montaria de 93.50 pontos. Depois de sair invicto de sua quarta PBR World Finals, o desempenho do animal era nitidamente menor que nos anos anteriores e ele foi derrotado logo em sua primeira apresentação da temporada 2011. Ben Jones marcou 91 pontos durante a final do evento de Nova York em janeiro e repetiu a dose, com uma montaria visivelmente mais fácil na final do evento de Chicago. Diferentemente do que aconteceu em anos anteriores, nenhuma nota do animal superou 45 pontos nas suas últimas apresentações, o que fez o Diretor de Montarias da PBR, Cody Lambert, responsável pela escolha dos touros para o evento, declarar que Voodoo Child era duvida para a Final Mundial que será realizada em outubro.

Apesar de continuar sendo um animal de alto nível, muitas características que pesam na avaliação dos juizes vinham diminuindo nos últimos meses devido exclusivamente a sua idade avançada, isso fez com que Jeff Robinson optasse por aposenta-lo, antes que ele se tornasse um touro fácil de ser montado.

Voodoo Child em números

Montarias válidas PRCA: 33

Montarias válidas PBR: 64

Montarias válidas na Carreira: 97

Montarias com nota: 5

Wrangler National Finals: 2007 / 2008

PBR World Finals: 2007 / 2008 / 2009 / 2010

Montarias/Paradas na WNFR: 4 (invicto)

Montarias/Paradas na PBR Finals: 11 (Invicto)

Notas acima de 45 pontos: 69

Média de avaliação: 45.24 pontos

Média de notas concedidas: 91.85 pontos

Maior seqüência de invencibilidade: 42 montarias

Vs. Campeões Mundiais PBR: 13 montarias (01 parada)

Vs. Campeões Mundiais PRCA: 6 montarias (invicto)

Vs. TOP PBR 2011: 19 montarias (4 paradas)

Vs. TOP PRCA 2011: 3 montarias (invicto)

Vs. Brasileiros: 10 montarias (invicto)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 12 de junho de 2011 por em PBR, Touros.
%d blogueiros gostam disto: