ARENA BRUTA – Rodeio com mais conteúdo

O melhor conteúdo sobre o verdadeiro esporte do Cowboy

O Laço de 4 Milhões

Trevor Brazile supera US$ 4 milhões em prêmios

 

(by @HenRiQue_Bad)

No último sábado, 14 de maio, o texano Trevor Brazile se tornou o primeiro competidor a superar a marca de US$ 4 milhões em prêmios na PRCA, após os cheques ganhos no Rodeio de Bridgeport/Texas. Depois de bater o recorde de Títulos Mundiais no All-Around Cowboy em dezembro de 2010, o competidor de 34 anos está tendo uma temporada bem a típica. Ele compete no Laço do Bezerro, Laço em Dupla e no Steer Roping – modalidade onde são laçados apenas os chifres do bezerro e depois o competidor deve conduzi-lo até uma marca estabelecida. Esta é a modalidade que deu menos prêmios para Brazile em toda sua carreira, porém foi justamente nela que ele ultrapassou seu quarto milhão de dólares, após a vitória neste fim de semana, com a melhor média em três apresentações. Não que ele não seja bom no Steer Roping, é que ela é uma modalidade não obrigatória nas competições da PRCA e são poucos os eventos que a realizam durante o ano. Mas em 2011 ele tem batido todos os recordes da modalidade e foi laçando e conduzindo o bezerro que ele ganhou mais dinheiro do que qualquer outro líder da temporada.

No Laço do Bezerro, que é considerada sua especialidade, ele tem apenas uma vitória na temporada e os pouco mais de US$ 25 mil ganhos o colocam apenas na sexta colocação do ranking. Competindo com Patrick Smith no Laço em Dupla, com quem foi Campeão Mundial da modalidade pela primeira vez no último ano, ele já tem três vitórias na temporada e acumula US$ 32 mil, ocupando a terceira posição no Ranking de cabeceiros do Team Roping. Mesmo com poucas competições, no Steer Roping ele já ganhou US$ 46.548 este ano e a soma das três modalidades o colocam na liderança do All-Around Cowboy (para competidores que competem em mais de uma modalidade), rumo ao seu nono Título em dez temporadas.

Trevor Brazile tem 14 Títulos Mundiais, sendo oito como Cowboy Completo, três no Laço do Bezerro, dois no Steer Roping e um no Laço em Dupla, ficando a quatro fivelas de igualar o recorde de 18 Mundiais de Guy Allen. Ele estreou como profissional da PRCA em 1997 e apesar de se classificar para a Final Mundial logo em sua primeira temporada, durante alguns anos ele foi apenas um competidor de bom nível. Em 2002 ele começou a chamar a atenção, ao conquistar seu primeiro Título de Cowboy Completo, mesmo sem conquistar outro Título individual. No ano seguinte, provando toda sua versatilidade ele se tornou o segundo homem da história da entidade, 40 anos depois de Dale Smith a se classificar para a Final Mundial em quatro modalidades – Laço do Bezerro, Steer Roping, Laço em Dupla competindo como ‘pezeiro’ com um parceiro e ‘cabeceiro’ com outro. De lá pra cá ele só não ganhou como Melhor Cowboy Completo da temporada em 2005, e seu primeiro Título individual veio em 2006, no Steer Roping. Neste mesmo ano ele se tornou o sétimo, e até então mais jovem competidor da PRCA a ultrapassar US$ 2 milhões em prêmios e dois anos mais tarde, foi o primeiro a chegar a US$ 3 milhões.

Tais marcas se explicam em números: desde 2002, todos os anos ele superou a quantia de US$ 200 mil e nas últimas cinco temporadas ganhou mais de US$ 300 mil por ano, o que deixa claro que ele será o primeiro a ultrapassar US$ 5 milhões, e em pouco tempo, tendo em vista que as premiações aumentam ano após ano. Ele declarou que estava no rodeio com seu sogro, Roy Cooper, quando o Campeão Mundial de Laço do Bezerro ultrapassou os US$ 2 milhões, e sonhou um dia também chegar a esta marca, mas que nunca imaginou que chegaria a US$ 4 milhões.

Na história do Rodeio, Trevor é o segundo a atingir a casa dos US$ 4 milhões, perdendo apenas para o bi-campeão Mundial Justin McBride, que deixou as arenas com US$ 5.124 milhões. Porém vale lembrar que McBride ganhou dois bônus de US$ 1 milhão com seus dois títulos na PBR e que na PRCA não há premiação alguma para o Campeão Mundial. Ou seja, em todas as 14 vezes que Brazile ganhou um Mundial, além da Fivela dourada, da Sela-Troféu e dos prêmios dos eventos e da Final Mundial, ele não ganhou nenhum centavo a mais. Chris Shivers e Guilherme Marchi são os dois únicos que podem ultrapassar US$ 4 milhões ainda nesta temporada.

Certa vez, quando perguntado sobre que conselhos daria a quem pensa em se tornar um Cowboy de Rodeio, Trevor Brazile disse a seguinte frase:

“Há maneiras melhores de fazer uma vida, mas provavelmente não há melhor maneira de viver.”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 19 de maio de 2011 por em Cowboys, Noticias, PRCA.
%d blogueiros gostam disto: