ARENA BRUTA – Rodeio com mais conteúdo

O melhor conteúdo sobre o verdadeiro esporte do Cowboy

Resultado Completo PBR Iron Cowboy

PBR IRON COWBOY II – Arlington/TX

19 de Fevereiro de 2011

(por @HenRiQue_Bad)


Abertura do Iron Cowboy

Mais uma vez a PBR provou porque é um dos quatro esportes de maior audiência na TV americana e de quebra os competidores mostraram porque a Montaria em Touros é o esporte mais bruto do planeta.

Novamente o Iron Cowboy foi um espetáculo, de luzes, efeitos especiais, estruturas, público e é claro, touro pulando. O palco foi simplesmente o maior estádio coberto do mundo, o Cowboys Stadium, uma arena poliesportiva que recebeu recentemente o maior evento esportivo dos Estados Unidos, o SuperBowl, a grande final da liga de futebol americano.

 

O estádio inaugurado em 2009 tem uma cobertura retrátil, que abre e fecha de acordo com as necessidades de cada evento. Pra se ter uma idéia, mesmo com a cobertura fechada, seria possível colocar a Estátua da Liberdade e toda sua base dentro. A arena foi dividida em duas partes, com oito bretes de solta de cada lado e cada uma das partes era três vezes maior que as montadas em outros eventos da BFTS.

 

Como já foi mencionado na matéria anterior, o formato de competição do Iron Cowboy é diferenciado, e os atletas competem de dois em dois, em sistema de mata-mata, valendo a maior nota, ou o maior tempo em caso de ambos não permanecerem os oito segundos, para se decidir quem avança a fase seguinte e quem é eliminado.

 

Na primeira fase competiram os 16 melhores rankedos de 2011.

 

ROUND 1 (1ª Fase)

Pistol Robinson VS. Stormy Wing

Robinson abriu o Iron Cowboy 2011 com uma belíssima montaria em Crosswired (D&H Cattle Co. / Clifton Wings) que lhe rendeu 91.25 pontos. Wing ficou apenas 1.6 segundos em Hot Stuff (D & H Cattle Co.) e Robinson avançou a fase seguinte para enfrentar Austin Meier.

 

Cody Nance VS. Ben Jones

Nance montou Jitterbug (TNT Rodeo), que estreava na BFTS e obteve 86.50 pontos. Jones que ainda se recupera de algumas lesões musculares montou Linebacker (McManus / Beavers) e caiu com 6.5 segundos, mesmo o animal não tendo um bom desempenho. Nance se classificou para a fase seguinte.

 

Aaron Roy VS. Paulo Lima

Na terceira chave da primeira fase, confronto de dois estreantes. O canadense Aaron Roy que não participou em 2010 por que o evento coincidiu com a data de seu casamento, montou Springtime (Adobe Wells Ranch), animal que tinha cinco saídas e apenas uma parada na BFTS e permaneceu apenas 2.9 segundos. As coisas pareciam fácil para o brasileiro Paulo Lima, mas ele montou Deja Blu (Jeff Robinson / Capello) e permaneceu apenas 2.4 segundos, sendo eliminado e deixando a vaga para o canadense.

 

Jordan Hupp VS. Cody Campbell

Hupp caiu de Alternator (Cody Ohl / Accomazzo / K-C) com 3.5 segundos e Campbell não passou de 1.9 segundos em Pure Smoke (Cody Ohl / Ken & Tex Beshears / K-C). Quem avançou para enfrentar o Campeão Mundial Dustin Elliott foi Jordan Hupp.

 

Douglas Duncan VS. Ned Cross

Foi a terceira chave seguida onde os dois competidores não conseguiram parar em seus touros. Duncan, que é o segundo colocado no Ranking da PRCA montou Speckled Ivory (Circle T Ranch) e permaneceu 7.3 segundos. Cross tinha um touro mais novo, mas com as mesmas características do anterior, The Situation (Dakota Rodeo / Chad Berger) e ficou apenas 4.6 segundos. Duncan avançou de fase.

 

Colby Yates VS. Travis Briscoe

Essa chave colocou frente a frente o vice-campeão do Iron Cowboy 2010 e um competidor que só soube que ia montar no Cowboys Stadium, 72 horas antes do inicio do evento. Como o brasileiro Robson Palermo não pode montar devido a uma lesão sofrida no fim de semana anterior, Colby Yates foi chamado para substitui-lo e montou Bad Medicine (Teague Bucking Bulls) obtendo 86.50 pontos. Briscoe partia para uma nota superior, montando Lincoln Electric’s Bring It (Chad Berger / Clay Struve / Box K), touro que tinha 17 montarias e apenas uma parada, mas caiu aos 6.0 segundos, deixando a vaga para Yates.

L. J. Jenkins VS. Shane Proctor

Jenkins e Proctor montaram em dois clones do lendário Panhandle Slim e foram protagonistas da única chave da primeira fase onde os dois competidores obtiveram nota. Jenkins fez 85 pontos em Mr. Slim (Jeff Robinson) e Proctor foi eliminado da competição por incríveis 0.25 pontos. O competidor do estado de Washington que é o lider isolado do Ranking da PRCA parou em I’m Back (Jeff Robinson) mas marcou apenas 84.75 pontos.

 

Skeeter Kingsolver VS. Sean Willingham

Kingsolver montou Marmaduke (D & H Cattle Co.), touro conhecido por proporcionar boas notas e obteve 87 pontos. O experiente Willingham que havia chegado as quartas-de-final em 2010 caiu de Hee Bee Gee Bee (Boyd / Floyd) com 3.2 segundos e não passou da primeira fase este ano.

 

ROUND 2 (2ª Fase)

Austin Meier VS. Pistol Robinson

Meier que era um dos favoritos da competição começou sua participação montando o temido Big Tex (Chad Berger) e permaneceu apenas 5.6 segundos. Robinson veio para sua segunda montaria na noite encarando Larry the Cable Guy’s Git-R-Done (Jeff Robinson), touro que já havia derrubado nove dos dez competidores que o desafiaram na BFTS, e não passou dos 5.1 segundos.

 

Ryan McConnel VS. Cody Nance

McConnel, um dos oito competidores que só entraram na segunda fase, montou Kool-n-Sexy (D & H Cattle Co.) e obteve 83.25 pontos. Nance que havia parado em sua primeira apresentação encarou nada mais nada menos que o Melhor Touro da PRCA em 2010, After Party (Circle T Ranch) e ficou apenas 3.9 segundos.

 

Mike Lee VS. Aaron Roy

O Campeão Mundial de 2004, Mike Lee entrou na disputa montando Misunderstood (Teague Bucking Bulls), touro que estava invicto em três montarias na temporada e caiu com 3.8 segundos. O Bi-Campeão canadense Aaron Roy montou Copp Hou (Lightning C Cattle) e permaneceu apenas 3.4 segundos.

 

Jordan Hupp VS. Dustin Elliott

Hupp foi o primeiro competidor a eliminar um cabeça-de-chave. Ele permaneceu 7.5 segundos em Hank (Jeff Robinson), suficientes para ficar a frente de Dustin Elliott que havia permanecido apenas 4.2 segundos em Loaded Gun (Jeff Robinson). Elliott era um dos 16 competidores que precisariam montar na primeira fase, mas com a ausência de Robson Palermo ele assumiu uma das oito vagas que tinham direito de competir apenas do segundo Round em diante.

 

Douglas Duncan VS. J. B. Mauney

Mauney abriu a serie montando Paycheck (Hyland Cattle Co.) com 87.50 pontos. Duncan caiu de Kabookie (Boyd / Floyd) com 5.5 segundos e deixou a competição.

 

Silvano Alves VS. Colby Yates

O paulista Silvano Alves foi um dos oito Cabeças-de-Chave que só iniciaram a competição no segundo Round e montou Say When (Martinez Bucking Bulls), animal que só tinha uma parada em suas 12 últimas apresentações na BFTS. Alves caiu com 6.5 segundos e ficou aguardando o americano que montaria em Mad Max (Martinez Bucking Bulls). Yates resistiu o suficiente para vencer o duelo, 7.0 segundos e eliminou o brasileiro por 0.5 segundos.

 

Valdiron de Oliveira VS. L.J. Jenkins

Valdiron que ganhou a competição no ano passado e esse ano lidera o Ranking Mundial e era o principal favorito, montou RMEF Gunpowder & Lead (Jeff Robinson), conquistando 90.50 pontos, a maior nota do Round. Jenkins que havia parado em sua primeira montaria, montou em um animal que já havia dado sete notas acima de 90 pontos, Black Pearl (Ravenscroft / Boyd / Floyd), e mesmo parando foi eliminado da competição, com 88.75 pontos.

 

Guilherme Marchi VS. Skeeter Kingsolver

Marchi abriu a última chave desta fase fazendo 88 pontos em Over the Edge (Lufkin Ranch) e eliminando Kinsolver que caiu com 7.2 segundos de Maverick (Lufkin Ranch).

 

ROUND 3 (Quartas-de-Final)

Austin Meier VS. Ryan McConnel

O segundo colocado no Ranking Mundial Austin Meier, montou Shepherd Hills Trapper (D & H Cattle Co. / Shepherd Hills) e caiu com 4.5 segundos. McConnel montou Stubby (D & H Cattle Co. / Franzen) e superou o concorrente com uma montaria de 4.9 segundos, mas se machucou e abriu mão de competir na próxima fase, deixando a vaga para Meier.

Mike Lee VS. Jordan Hupp

Lee caiu do touro Mellow Yellow Jacket (Dakota Rodeo / Chad Berger) com 3.1 segundos e por menos de um milésimo de segundo eliminou Hupp que ficou apenas 3.0 segundos em High Steaks (D & H Cattle Co. / Jeff Robinson).

 

J. B. Mauney VS. Colby Yates

Mesmo fazendo 90 pontos no respeitado Chicken on a Chain (Robinson / Tedesco / Larry the Cable Guy), Mauney foi eliminado por Colby Yates que saiu em Carrillo Cartel (4 C’s / Sills / HD Bucking Bulls) e obteve a maior nota do evento, 92.25 pontos.

 

Valdiron de Oliveira VS. Guilherme Marchi

Encerrando as Quartas-de-Final veio um duelo de brasileiros, também decidido nas frações de segundo. Valdiron montou em Smack Down (Dakota / Berger / Struve / Rosen) que já havia o derrubado em Indianápolis este ano, e novamente não parou e registrou apenas 2.54 segundos. Marchi veio em Cooper Tires Wild & Out (Berger / Struve / Box K), touro que só tinha quatro paradas na BFTS, sendo três do próprio brasileiro, mas dessa vez o animal levou a melhor e o derrubou com 2.52 segundos.

 

ROUND 4 (Semi-Final)

Austin Meier VS. Mike Lee

Meier montou Bad Moon (Circle T Ranch) e permaneceu apenas 5.0 segundos, porem suficientes para avançar até a Grande Final, já que seu concorrente, Mike Lee ficou apenas 2.8 segundos em Yellow Jacket Jr. (Dakota / Berger / Struve / Rosen).

 

Colby Yates VS. Valdiron de Oliveira

Yates abriu a segunda semi-final montando em Voodoo Child (Robinson / Beutler / McNeely), eleito duas vezes Touro do Ano pela PRCA, e caiu com 3.2 segundos. Valdiron de Oliveira montou Perfect Poison (Boyd / Floyd), e precisava apenas permanecer um milésimo de segundo a mais que o texano para garantir vaga pela segunda vez em uma Final do Iron Cowboy. Mas o touro, que só tem três paradas na BFTS impôs muita dificuldade e o brasileiro deu adeus as chances de se tornar Bi-Campeão com 3.0 segundos.

 

ROUND 5 (FINAL)

Colby Yates VS. Austin Meier

Yates, veio pelo ‘chaveamento’ que levava a I’m a Gangster (Robinson / Capello), touro de 44 apresentações e apenas três paradas em eventos da BFTS, e viu o titulo de Iron Cowboy indo embora ao cair com 2.5 segundos. Para Meier, que havia montado um touro a menos que o concorrente, parecia fácil superar os 2.5 segundos mas ele tinha que encarar o principal candidato a Touro do Ano, Bushwaker (Julio Moreno / Richard Oliveira) que tinha apenas uma parada em 18 saídas na BFTS. E pra ficar mais emocionante, a decisão novamente ficou nas frações de segundos e o vice lider do Mundial deixou o título escapar ficando apenas 2.3 segundos em seu último Touro.

 

DESAFIO US$ 100 mil

Após garantir o Titulo de Iron Cowboy 2011, o texano Colby Yates teve alguns minutos para descançar até voltar a arena para desafiar Super Duty (Robinson / Katich / Pinnacle Bull) em busca de uma premiação de US$ 100 mil se permanecesse os oito segundos. Super Duty que até o inicio dessa temporada era conhecido como Major Payne, ficou em segundo lugar na corrida pelo Melhor Touro de 2010 e é considerado um animal acima da media em todos os quesitos. Colby Yates ficou em seu lombo exatos 2.5 segundos, e a premiação acumulou para um evento da BFTS que será realizado em Las Vegas daqui a dois meses.

 

O Cowboy de Aço 2011

Nascido em Sulphur Springs, o texano Colby Yates, de 29 anos, mora atualmente em Fort Worth e estreou na principal divisão da PBR em 2006, quando terminou em 23° no Mundial. Já participou de quatro Finais Mundiais e tinha apenas duas vitórias, Albuquerque em 2006 e Columbus em 2010, acumulando pouco mais de US$ 450 mil na carreira. Logo após a Final Mundial de 2008 fraturou uma vértebra e perdeu boa parte da temporada seguinte. Este ano participou de todos os seis primeiros eventos da temporada mas sua melhor colocação havia sido um 11º lugar na etapa de Sacramento.

 

No Iron Cowboy, a pontuação do Campeonato continuou valendo, e o competidor com maior nota de cada Round acrescentou 100 pontos ao ranking, e assim sucessivamente, com 10 pontos a menos cada posição.

 

RANKING MUNDIAL APÓS 7 EVENTOS

1 – Valdiron de Oliveira, 3.821,25 pontos

2 – Austin Meier, 3.198,75 pontos

3 – Guilherme Marchi, 2.437,50 pontos

4 – Ben Jones, 2.339,25 pontos

5 – Silvano Alves, 2.183,75 pontos

6 – J. B. Mauney, 2.138,50 pontos

7 – Paulo Lima, 2.116,00 pontos

8 – Dustin Elliott, 2.027,75 pontos

9 – Ryan McConnel, 1.873,75 pontos

10 – Jordan Hupp, 1.792,25 pontos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Informação

Publicado em 21 de fevereiro de 2011 por em PBR.
%d blogueiros gostam disto: